27 de junho de 2008

Bonanza

Eu sou assim. Lembro-me de coisas por alguma coisa que leio, ou por algum comentário que me é feito. Comentava com a Verónica que hoje estava feliz. Não sabia bem porquÊ,se pelo fim-de-semana que se aproxima, se pela saída just girls de hoje à noite, se por saber que o meu nódulo tá mais pequeno, que a minha avó saiu do Hospital, ou se por tudo junto! E ela diz-me, que depois da tempestade vem sempre a bonanza. Já estão a ver onde isto vai dar? Pois é. Recuei mais de 20 anos e eis-me a ouvir a musiquinha do genérico dessa grande série: Bonanza!

Desde o final da década de 50 até ao início da década de 70, o convívio semanal com os quatro habitantes do rancho "Ponderosa" fez parte dos hábitos de milhões de telespectadores, um pouco por todo o mundo. Muito mais do que apenas um western, "Bonanza" transformou-se numa autêntica série de culto da televisão americana (produção da NBC), a qual retratava a saga da família Cartwright, constituída por quatro heróis americanos, o pai e os seus três filhos, respectivamente Ben (interpretado pelo actor Lorne Greene) o patriarca da família, Adam (interpretado pelo actor Pernell Roberts), Hoss (interpretado pelo actor Dan Blocker) e Little Joe (interpretado pelo actor Michael Landon, o mesmo de outro grande clássico, "Um anjo na terra")


De facto, esta fantástica saga da família Cartwright ofereceu e proporcionou, a todos os telespectadores portugueses da época, um verdadeiro espectáculo de acção, aventura, romance, comédia, drama e, por vezes, também morte e tragédia. A acção de "Bonanza" decorre no rancho "Ponderosa", um império de gado, madeiras e minas, situado perto do "Lago Tahoe", nas montanhas do "Nevada".

O dono do rancho e chefe da família, Ben Cartwright, tem três filhos, todos de mulheres diferentes, de quem foi enviuvando. São eles: Adam, o mais velho e o intelectual do grupo; Hoss, um bom gigante, bonacheirão, de coração aberto e bondoso; Little Joe, o mais novo, um jovem idealista e romântico. Porém, apesar das diferenças que existem entre eles, todos possuem, em comum, três características que os une fortemente: o sentido da honra e da justiça e a coragem. Neste ambiente patriarcal e machista, profundamente e inteiramente dominado por homens, facilmente se percebe a razão pela qual as mulheres não conseguem adaptar-se ou integrar-se e, muito menos, entrar para o seio da família Cartwright.

Era lindo e eu adorava ver. Nos tempos em que só havia dois canais. Nos tempos em que havia um sinal no canto superior esquerdo da tv a avisar que ia começar um programa no outro canal. Nos tempos em que a família se reunia em torno de um programa de televisão. Nos tempos em que eu era pequenina... Ui! Ao tempo que isto foi! Ainda digo eu que não viajo muito. Que grande viagem fiz eu agora! :)

http://deltafilmes.no.sapo.pt/Bonanza.html (para activarem a memória!!)

2 comentários:

Verónica disse...

Via às vezes esta série, mas já não me lembrava de quase nada... tamos velhas, a falar de coisas que aconteceram à tanto tempo! No tempo em que não havia zapping!!!

Ianita disse...

Como é que sobrevivíamos sem comando? Daí ser tão útil aquele sinalzinho na tv... Eu lembro-me de pouco também. Tenho imagens vagas. Lembro-me que via com o meu pai e com o meu irmão. Era uma coisa de família. E lembro-me da música. Mas da história não ficou cá nada.

Foi há muito, muito tempo, era eu uma criança... :)