5 de junho de 2008

Melgas!

O Dalai Lama que me perdoe, mas detesto melgas e não perco a oportunidade de as matar sempre que consigo!


Em minha casa há sempre muitas, porque a minha vizinhança tem o mau hábito de, de vez em quando, mandar umas descargas de, chamêmos-lhes águas, águas para a rua. Habitat mais que propício ao desenvolvimento
saudável desta espécie maléfica


Ao que consta, o meu sangue é daqueles saborosos e elas não perdem uma oportunidade de o chupar!


À medida que os anos foram passando, fui-me tornando pró na caça à melga. Consigo matá-las em pleno vôo! Mas há sempre meia dúzia que escapa e que me faz a vida num Inferno!


Ontem, consegui um feito incrível. Matei uma melga directamente na minha testa! Ah pois é! Estava ela já em pleno "chupamento" do meu sangue e eu, Trás! Matei-a! Isto é o meu instinto que está apurado até ao último nível! Senti que o meu sangue estava a ser chupado e Pumba! Dei cabo do gatuno! Eheheheh!!!

5 comentários:

Verónica disse...

Melgas?! Epá pisa que isso deita gosma! Não espera, o que deita gosma são os melómanos... Loool

Ianita disse...

Desculpa?! O que são melómanos?

Verónica disse...

Não sabes!? São os fanáticos por ópera. Sim, ouviste bem, ópera.

Eu e a Teresa éramos super fans do Herman, então temos montes de frases dos programas dele que usamos. Esta é uma delas.

Eu explico:
O herman estava a fazer de um gatuno que tava a ser entrevistado e diz que vai muito a óperas (para gamar, é claro), mas o entrevistador não percebe e pergunta-lhe se ele é um melómano. O gatuno pensou que isso fosse um bicho e grita: Epá, pisa que isso deita gosma! Loool

Ianita disse...

Boa Melga!

pedro toscano disse...

Como diria o outro ... tens umas piadas giras, tens tens .....