3 de dezembro de 2008

My Emotional IQ

Your EQ is 127
You usually have it going on emotionally, but roadblocks tend to land you on your butt.

On an average day, you're quite happy, together, and content. You live your life well.
Your emotions aren't always stable, but you can go along with the ups and downs pretty well.

You tend to be motivated, energetic, focused, and level headed.
You see the world pretty rationally, and you don't tend to over dramatize things. When things are bad, you know they eventually have to get better.



Muitos de vocês que aqui vêm se calhar não concordam muito. A verdade é que me dá mais para falar quando estou em baixo. Nos tempos em que tinha Diário, eram páginas e páginas de choros e lamentos. Porque sempre que estava bem e feliz não ia lá escrever.
A verdade é que tenho medo de tudo. Medo de tudo o que é novidade, medo de perder pessoas, medo de me perder, medo do escuro, medo da mudança, medo de tudo e mais alguma coisa. Ainda assim, vejo-me a seguir em frente, independentemente desses medos todos. Não sei como. Já fiz tantas coisas que nunca pensei que conseguisse. Nunca fui para o estrangeiro sozinha, mas morei sozinha na Amadora :) sem amigos e sem família. Trabalho novo, casa nova, sem dinheiro para vir a casa sempre que queria e podia, sem amigos nem família, a ter de conduzir uma carrinha quando o motorista faltava, numa cidade que eu não conhecia, eu que detesto conduzir... eu que tenho medo do escuro, ia a pé de Queluz à Amadora, às 7h da manhã de Inverno, pela Estação de Comboio e por atalhos para poupar tempo, a passar ao lado dos gangues e afins... eu que não gosto de conduzir (muito menos carrinhas), lá ia com a carrinha cheia de miúdos para o meio de Lisboa, à procura do sítio onde faziam o atelier de origami....
... já me reergui muitas vezes... já recolhi os pedaços do meu coração partido vezes demais e ainda assim não tenho medo de o dar outra vez... disso nunca tive medo... já tive muitos trabalhos diferentes, com pessoas diferentes, onde tive de me reinventar... e consegui. Já mudei de vida e sei que se quiser mudar outra vez que vou conseguir porque embora seja uma chorona de primeira que chora a ver a novela, embora passe a vida cheia de medo ao ponto de me levantar a meio da noite para ver se o meu irmão já está em casa, embora passe a vida a queixar-me, embora às vezes tenha dúvidas, eu sei que o Universo tem formas de nos compensar pelo bem e pelo mal que fazemos e sei que ainda há muitas coisas boas guardadas para mim. E não é nada mau que, ao fim de tantos anos, a pessoa que eu mais surpreenda seja eu mesma. Porque os meus amigos, esses, não têm dúvidas! E, com eles, eu também não tenho...

15 comentários:

u João disse...

Olá! Medo Ana!?
O que acabas de dizer, neste belo texto, é coragem e que coragem..
Coragem é admitir que temos medo, e embora isso, ir em frente. Coragem não é derrotar exércitos, é suplantarmo-nos nas nossa "batalhas" pessoais. Hoje já ganhei o dia, aprendi mais alguma coisa. :)
beijo

Ianita disse...

Muito medo João. Muito mesmo. Todos os dias. Sempre que acordo, sempre que me levanto, sempre que pego no volante, sempre que tenho de me mostrar, sempre que tenho de fazer seja o que for...

Mas concordo contigo. Ser corajoso não é não ter medo, mas sim tê-lo e superá-lo. E eu supero os meus medos, as minhas fragilidades (aquelas que nem sempre mostro nem aos mais próximos), todos os dias.

Against all odds, eu surpreendo-me todos os dias...

Kisses

Verónica disse...

"eu sei que o Universo tem formas de nos compensar pelo bem e pelo mal que fazemos e sei que ainda há muitas coisas boas guardadas para mim." Mai nada! Este é o espírito ;)

*Mascote* disse...

Tão lindo o teu texto, transmite bem aquilo que sentes e nota-se que apesar desses teus medos todos, tens uma força interior enorme!!

Bom resto de semana!

Bjinhus***

Ianita disse...

Verónica: Mai nada! Bring it on! :)

Mascote: Pois... diz que sim...
Boa semana! :)

Brigitte disse...

Confesso que achava o contrario quanto à tua pessoa, transmites força, sem medo de nada, aventureira e afins, no entanto todos nós tememos algo, todos nós temos medo do escuro, da solidão, do frio e do mundo que nos rodeia a unica coisa que temos a certeza é que queremos ser felizes...

beijinhos
:)

Ianita disse...

Pois... o meu mal é que transmito coisas que não sou eu.

A maioria das pessoas que me conhecem, aliás, que passam pela minha vida acham que eu tenho mau feitio. E não tenho. Faço tudo, e sublinho o tudo, pelos meus. Faço tudo pelas pessoas à minha volta, mesmo que não sejam assim tão amigos, apenas porque posso. Sou uma coração de manteiga, mas não gosto de me mostrar frágil em frente aos outros.

Mas eu sou forte e corajosa e aventureira, embora tenha medo de tudo! :)

Kisses

olgacruz disse...

Bem, no 2º teste, o resultado que deu para mim foi igualzinho ao teu.

Será que há gémeos com 9 anos de diferença e eu não sabia?

Eu pensava que era gémeos só de signo... e não me acho assim tão parecida contigo...

Enfim, coisas da NET...

Fica bem.
Bjs,

Ianita disse...

Não somos gémeas, mas somos muito parecidas na maioria das coisas. Por isso é que passamos todos o tempo a ralhar uns com os outros, somos iguais demais! :)

Kisses

Isandes disse...

Fantástica esta nossa capacidade de nos surpreendermos, né?
No último ano, dei comigo a revelar 1 força que não sabia ter...
Well done, xuac

Ianita disse...

É mesmo isso. Por isso é que nunca devemos dizer nunca, porque não sabemos do que somos capazes...

Yes, I can! :)

Kisses

Anita :) disse...

é normal sentirmos medo...mas, muitas vezes é essa sensação que nos permite ir buscar forças ao mais ínfimo lugar:)

Um beijinho.

Ianita disse...

Pois... eu não sei onde vou buscar as forças... sei que as tenho, que surgem quando preciso delas. E isso basta.

Kisses

Manuela disse...

Aqui esta Ianita no seu melhor!!! Pra quem nao conhece aqui esta uma boa descricao da tua maneira de enfrentar a vida. Sei que vais ter um bom futuro porque o MERECES :)

Ianita disse...

Cromita! :)

Beijos