8 de janeiro de 2009

Do Rubicão

O Rubicão é um rio... só isso. Mas é também muito mais que isso. O Rubicão é um limite...
Um General romano não podia entrar com as tropas na cidade de Roma. As legiões tinham de ficar "estacionadas" fora dos limites da cidade. Caio Júlio César, general romano, esteve diante do Rubicão com as suas legiões e teve de decidir se entrava nos limites da cidade com as legiões e declarava a guerra civil ou se voltava para trás...
Há vidas que se fazem de pequenos nadas, mas há outras que se fazem de momentos grandiosos como este... ele decidiu avançar e proferiu estas famosas palavras: Alia iacta est.
Os dados estão lançados.

6 comentários:

Verónica disse...

É sempre bom recordar estas coisas que estão adormecidas na minha cabeça ;)

Ianita disse...

:)

Sabes que isto é tudo muito mais bonito e cativante contado pelo Steven Saylor, ainda para mais com um crime por resolver em paralelo :)

Kiss

poeta_poente disse...

Os filmes já estão :)))) agora vem o Saylor???

Beijo, e em bom português é mais do tipo, seja o que Deus quiser...

Ianita disse...

Deus e umas quantas outras pessoas... um professor doutor da esel e o sr engenheiro cá do sítio são os "deuses" que têm a minha vida nas mãos... a ver vamos :)

Kiss

Lita disse...

Gostei...

XR disse...

Rubicão, Elba, Danúbio ... tantos rios a atravessar, uns mais profundos do que outros ... cruzar ou não cruzar?
Seguir em frente como César ou afundar como Ney ?

Sabemos que o que às vezes custa mesmo é a decisão do alea jacta est, não a travessia em si - e vamos ficando, balançando opções, pensando ...