12 de fevereiro de 2009

Dia dos namorados


Não sou pessoa de datas. Gosto do Natal. Gosto de marcar a minha presença nos aniversários. Mas acho mesmo que a vida não é feita de datas instituídas por alguém que não sabemos quem é. Gosto de oferecer presentes. Mas gosto de surpreender. Gosto de dar o presente certo na hora certa, independentemente de o dia não ser o certo.
Acho que nunca fui jantar fora num dia dos namorados. Já recebi algumas prendas, poucas. Já ofereci muitas. Mas há uma coisa de que sempre gostei neste dia, as cartas. Gosto de cartas e cartas de amor então, acho uma delícia.
Quando andava na escola, havia um correio interno neste dia. Uma caixa no hall de entrada do Polivalente onde colocávamos as nossas missivas. Só tinhamos de identificar o destinatário. E a verdade é que, no dia 14, o pessoal da Associação de Estudantes interrompia as aulas e fazia a distribuição turma a turma. Era basicamente um concurso de popularidade. Quem era popular recebia muitas cartas e quem não era popular não recebia nenhuma. E como o pessoal era amigo e sempre gostou de contornar as regras, houve uma altura em que começámos a mandar cartas uns aos outros.
Então, no dia 14, todas as pessoas da turma recebiam cartas. Eram cartas de amizade. Um gosto de ti, és uma das minhas melhores amigas, gosto de conversar contigo, por aí. Um oportunidade de dizer coisas que devíamos dizer sempre, mas que quase nunca dizemos. Dizer o que as pessoas significam para nós, antes que seja demasiado tarde. Lembro-me de no 11º ano, uma turma feita de 11 ou 12 raparigas e um único rapaz, de ele ter escrito uma carta e depois ter tirado fotocópias para enviar igual a todas, às suas gajas. :)
Sempre gostei do dia dos namorados enquanto andava na C+S, basicamente porque era um dia em que celebrávamos o amor pelo próximo, o amor-amizade, mais que o amor-paixão. E por isso, em lembrança dos bons velhos tempos, escrevo hoje para as minhas pessoas. Vou abrir o coração. Vou dizer tudo o que está entalado cá dentro e que não digo por vergonha, por medo, por preguiça, ou apenas e só porque tenho mau feitio e dizer coisas boas e bonitas pode destruir a minha má reputação. :)
Aqui vamos, por ordem alfabética, para que não haja disputas nem discussões:
  • Andreia: discutimos muito. Não estamos de acordo em quase nada. Mas, não sei bem como, damo-nos muito bem. Entendo-te e acho que me entendes. Quando não entendes fico triste porque quero que me vejas e me olhes e me percebas. Tenho pena de passarmos pouco tempo juntas. Mas os nossos pequenos momentos, as nossas pequenas tradições (estou-te a dever um cinema) valem toda a pena. Adoro-te!
  • Família... tantas turras... tantas discussões... tantos mal-entendidos... mas sei que estão sempre por mim... sei o quanto me querem e isso dá-me tranquilidade (como dizia o outro). Gosto de vos ter por perto, mesmo que na maioria das vezes não o demonstre. Gosto mesmo mesmo mesmo muito de vocês... papás... maninhos queridos... cunhado mais lindo... sobrinha linda e maravilhosa... e avó mais fantástica da história das avós... :)
  • Família Rei Pinto: seu Tojó... um ano de partilha de casa pode fazer muitos estragos e até unir duas pessoas para sempre. Isso e teres-me (re)baptizado... e o estágio... tantas coisas. Foi com emoção que assisti ao teu casamento com a Caty. E com mais emoção que vi vir a Maggie e a vejo crescer numa menina linda e fantástica. É uma delícia estar convosco. espero que a próxima vez esteja para breve!
  • Manuela: ainda há pouco tempo te dediquei um post, mas aquilo é muito pouco. Muito pouco mesmo. Fazes-me muita falta. Sei-te feliz e fico também feliz. Mas não renego o meu egoísmo, queria-te mais perto... queria as idas ao cinema... queria as idas às compras... queria as férias... queria as noitadas a ver novelas... queria-te a ti... apenas e só, Manuela :) és linda e fantástica e maravilhosa e adoro-te mesmo do outro lado do Atlântico.
  • Patinho: palavras para quê? Mas se não fossem precisas palavras eu não estaria aqui neste exercício de instrospecção e de quase completa e total nudez... gosto muito de ti. Disso já devias saber. Mesmo tu não me tendo apoiado num momento em particular que sabes bem qual é, eu entendo. Entendo que não era eu só a tua amiga. Entendo que tivesses outras lealdades. Tenho muitas saudades do tempo em que vivias no quarto ao lado. Dos tempos em que me sentava à beira da tua cama a contar e a ouvir novidades. O verdadeiro homem estupendo. Tenho muitas saudades... muitas mesmo...
  • Sofia: Tantos anos, tantas histórias... tantas idas à praia... tantas idas a Milfontes... tantas bebedeiras... tantos Malibus que até enjoámos... tanta praxe... tanta festa... tantos tarados... tantas tantas tantas coisas... Como dizia o outro, "Tás cá dentro!" LOL
  • Verónica: Um amor estranho e relativamente recente. Estivémos em Coimbra juntas durante tantos anos e nunca surgiu a amizade. Foi depois, só depois. Estranho, não é? Mas lá está, estranho ou não estamos aqui... com as nossas discussões e diferenças de opinião. Devemos ser as pessoas que mais vezes discutem on-line! LOL Ainda assim, não sei bem como nem porquê, porque estas coisas não se explicam, sentem-se, gosto muito de ti. Tenho pena que estejamos tão longe e que não nos possamos ver mais vezes. Mas sabes que estou sempre contigo e por ti. Como dizia a Shakira, Whatever whenever... estarei sempre sempre contigo.

Uma palavra ainda a algumas pessoas novas na minha vida. A uma outra Andreia, que trabalha aqui bem perto e com quem passo o dia a descarregar energias via skype. Falamos mal quase de toda a gente (mas da gente que merece!!) e divertimo-nos muito. Uma miúda à maneira. A Ritinha que é um doce e que eu adoro! A umas pessoas que encontrei via internet e que me inspiram. Não sei dizer mais que isto. Não vos conheço de mais que umas entradas de blog e um jantar parvo sob ameaça de morte, mas... principalmente tu, Lita, és um ser de luz e sinto que tenho muitas coisas a aprender contigo.

Peço desculpa se me esqueço de alguém. Há por aí algumas pessoas que me fazem rir e que me fazem acreditar no amanhã. Basicamente o que eu queria hoje, e na antecipação desse fantástico dia que é o Dia dos Namorados, o dia em que comemoro o meu amor pela vida e pelas pessoas da minha vida, era dizer-vos OBRIGADA! Obrigada por existirem, por serem maravilhosos e por me quererem nas vossas vidas... obrigada por me aturarem e por gostarem de mim, apesar de tudo. Daqui a pouco já fecho a concha e volto ao meu mau-humor habitual por isso não se habituem a isto! Mas, agora, um profundo e sentido Obrigada. Adoro-vos!

30 comentários:

Verónica disse...

Ana,
é verdade que nunca nos demos em Coimbra, o que foi uma grande perda! Mas também é verdade que, já depois de ter saído de Coimbra, quando precisei de um favor para resolver umas questões, foste a única pessoa a quem me ocorreu pedir, sabia que me ias ajudar, e a partir daí a amizade aconteceu ;)

Não vou negar que tenho pena de por vezes discutirmos tanto, faz falta um pouco de serenidade na nossa amizade. Mas apesar disso, vale muito, muito, muito mesmo, a pena aturarmo-nos mutuamente ;)

Beijo grande

Ianita disse...

Acho que não será defeito, mas feitio :)

Feliz dia dos namorados! :)

Beijo grande

olgacruz disse...

Olá maninha!

Bom dia dos namorados!
Porta-te bem... sabes que és muito especial! E chata também... (a herança genética também não ajuda, eu sei...)

Beijinhos,

Ianita disse...

Pois.... não se chama herança, mas karma :) LOL

Treta da genética!

Beijos!!

Lita disse...

FEliz dia dos namorado!!! :)

Uau... há dias em que ler estas coisas... dão sempre uma lagrimita!!!!
Obrigada pelas palavras que me dedicaste, se te inspiro, seja de que forma for é, por certo, porque vês em mim aquilo que tu própria és. E isto não é um jogo de palavras, mas sim aquilo em que acredito profundamente.
Sim, também adorei ter-te conhecido. Sim, sinto por ti um carinho imenso. Sim, o jantar - ainda que sob ameaças de morte psicadélicas (lol) - fez-me ver que estava certa. Eras exactamente como eu te via, por dentro e por fora!!!! Foi apenas um reencontro. Que se mantenha por muito tempo...
Um grande abraço!

Ianita disse...

No ano passado tentei um exercício semelhante, mas no início do ano. Mandei mensagens às pessoas que eram ou tinham sido importantes na minha vida a dizer exactamente o que sentia por elas. E a verdade é que recebi poucas respostas e até houve uma pessoa que depois desse dia nunca mais em falou... talvez visse ali uma 2ª intenção, que não existia.

Acho que faz bem. Dizer às pessoas de quem gostamos que gostamos delas e porquê. Tantas vezes nos arrependemos, tarde demais, das coisas que não dissemos...

Tu... não fazes parte da minha vida há muito tempo, mas parece que te conheço desde sempre. Inexplicável, mas sincero.

Um feliz dia dos namorados para ti!

Beijo grande :)

Lita disse...

Eu faço isso muitas vezes!!! Adoro declarações de amor sentidas e intensas... :)
E é verdade que nem todas as pessoas as recebem da melhor maneira. Tenho alguns amigos que me olham como "a gaja excentrica que adora abraços e beijos e palavras emocionais", mas também tenho outros que se permitem dar e receber.
E com isso, já vale a pena!
Gostei muito deste post. Mesmo.

Ianita disse...

Sim... há essa meia dúzia de pessoas que fazem a vida valer a pena :) E por isso é importante valorizá-las e dizer-lhes como são importantes...

:)

Gabriela disse...

Não sei se estou enganada mas, se bem me lembro, aquela fantástica carta copiada era dirigida... às minhas galinhas. Era, não era? :)

Também sempre gostei da tradição das cartas. E acho que ainda guardo as nossas cartas da turma algures! Pena que o meu namorado não seja muito dado à escrita mas enfim, o resto compensa...

Beijinhos

bono_poetry disse...

..well ja nao sei o que e um dia dos namorados ha muito tempo...mas enfim acredito que o teu post abra uma nova perspectiva em mim no dia 14...beijo gostei !!!

Andreia disse...

Sinceramente, Ianita, acho que não discutimos muito (também...na verdade, quase não estamos juntas...), mas, de facto, tens razão, raramente concordamos totalmente uma com a outra, nisso estou de acordo :) Confesso que nos considero pessoas muito diferentes, mas de alguma forma mais ou menos tortuosa, cá nos vamos entendendo, à nossa maneira. Beijo grande..!

... disse...

Gostei muito do post :)

Sinceramente tb não sou muito ligada a datas, tal como tu gosto de surpreender, quando me apetece, e faço-o só porque sim

* beijinho

Bom blog

Dawa disse...

Um texto muito bonito!
Esse deveria ser sempre o verdadeiro sentido do amor: o amor por todos!
Beijinhos e feliz dia dos namorados!

Ianita disse...

Gabriela: Acho que era mesmo isso! Eu tenho as cartas numa gaveta da secretária... tenho de ir lá pesquisar :)

Kisses

Ianita disse...

Bono: uma celebração ao amor, mais que uma celebração com o amor do momento :) algo de melhor e mais abrangente ;)

Kisses

Ianita disse...

Andreia: Já viste que nem nisto concordámos :) LOL

Sim, de uma forma estranha, lá nos vamos sempre entendedo...

Beijo grande! :)

Ianita disse...

... e só porque sim é uma razão perfeitamente aceitável :)

Kisses

Manuela disse...

Love u!!!!

Manuela disse...

Love u!!!!

Manuela disse...

Love u!!!!

Ianita disse...

Love u 2! :)

(ou será que amo os U2?) LOL

Kisses

Ianita disse...

Dawa: Feliz dia dos Namorados! O dia da celebração do amor!! :)

Kiss

Manuela disse...

Monga, a verdade e que uma amizade como a nossa e inexplicavel. As vezes parece que me tou a ver ao espelho (vou matar a enfermeira hoje, nao se calou desde que cheguei aqui, mas nao faco ideia sobre o que... Ja me perdi no raciocinio e tudo. Nem um oceano consegue separar-nos. E engracado como a distancia nao estraga uma amizade, e ainda a pode fortalecer, mas consegue estragar uma amor em poucas semanas...

Ianita disse...

É porque não é verdadeiro amor... o verdadeiro amor é fundado em amizade e esse dura para sempre!!

Como o nosso! :)

Beijos!!!

Manuela disse...

Em relacao ao dia dos namorados, nao me diz quase nada. Para mim quando se esta num relacionamento, dia dos namorados deve ser todos os dias :) Sinceramente, aprecio muito mais se o meu namorado me leva pra jantar fora num dia qualquer porque lhe apetece do que neste dia porque toda a gente o faz. Flores entao nem se fala. Se um dia ele me aparece com uma rosa do nada so porque se lembrou de mim segnifica milhoes de vezes mais do que neste dia. Ainda por cima as rosas sao carissimas no dia dos namorados. Como se nao bastasse o dia 14 de Fevereiro vai estar para sempre associado ao dia em que perdi uma das pessoas mais importantes da minha vida: o meu avo...

Manuela disse...

Planos para este ano? (Os planos sao mais por causa do meu namorado uma vez que aqui no Canada o dia dos namorados e um grande acontecimento, embora ele agora ja concorde com o meu ponto de vista:)) O meu namorado como sabes promove fados e como tal vai fazer um espectaculo no sabado a noite. Isso significa que estou de servico no bar :) No domingo a noite vamos jantar fora a um restaurante que e numa mansao que dizem que esta assombrada (nao se cala!!!!) Tenho dois certificados pra la no valor de 80 dolares por isso pago eu :) De salientar que provavelmente nao chega... Prendas: um livro que ele quer e bilhetes para o Hockey Hall of Fame

Manuela disse...

Happy Valentine's Day!!!

Ianita disse...

Muito muito bem!! :)

Adorei os planos! Adorei tudo!

E sim, concordo contigo... as coisas têm mais valor quando são espontâneas :)

Sinto pelo teu avô... sei que é um dia triste.

E desejo que acima de tudo seja um dia menos mau e que chegue quase a ser um dia bom! :)

Beijos!!!

Vera Angélico disse...

Tinha feito um comentário, e não ficou gravado, não sei porquê. Mais uma vez a porcaria da minha memória não me deixava lembrar das galinhas. Mas já me fartei de rir...

Podíamos fazer um encontro, tipo jantar para relembrar esses tempos, não?

O teu post é carregado de coisas bonitas... e delicioso!

Eu vou comemorar o dia num belo jantar de encalhados (que, infelizmente, já começa a ser tradição...)

Beijos.

Ianita disse...

Vera: eu vou ficar em casa com outra pessoa extremamente importante para mim, que sou eu-mesma :)

Estamos a precisar de momentos a duas :)

A ver se encontro a famosa carta das galinhas! :)

Kisses