7 de abril de 2009

Ad aeternum



Do tempo do 1º ano de faculdade. Quando me apaixonei. Quando tive o meu coração partido. Quando dizia que nunca mais ia amar. Quando... foi um ano de grandes emoções. Um ano vivido ao máximo. O ano do Buraco Negro até de manhã. O ano de beber até cair com apenas 1 coca-cola no cartão. O ano de dormir nas Escadas Monumentais. O ano de ir aos saltinhos para casa a cantarolar "quero mi-ja-ar". O ano de muito nariz em pescoço alheio. O ano de muitos novos amigos. O ano da descoberta da liberdade. O ano do riso. O ano do choro. Um ano em grande. Muitas músicas me levam imediatamente para esse ano, Bush, Chemical Brothers, RAM, Pixies, Smashing Pumpkins, dEUS... esta lembra-me esse ano e lembra-me esse amor. E lembra-me como somos dramáticos quando estamos apaixonados! Tantas asneiras que se dizem... tantos nuncas... tantos jamais... tantos para sempre... ainda bem que o que é ad aeternum é a nossa capacidade de amar. The gift, OK, do you want something simple? (eu não!)

14 comentários:

Mag disse...

Maybe simple things aren't so bad.. sometimes! ;)

Ianita disse...

Mag: as coisas boas da vida não são simples... eu quero algo de bem complicado... quero braços e pernas enroladas até que já nem se sabe quem é quem... quero palavra divididas, pensamentos divididos... quero coisas complicadas!!

Kiss
(sorry! hoje deu-me para isto... LOL e agora está a passar "dancing in the moonlight" it takes me way back... :) )

Mag disse...

Temos então aqui uma questão de simples conceitos, linda.. Para mim, essas coisas não são "complicadas"... são o mais simples e natural que existe ;)
Ou seja, queremos o mesmo, acreditamos no mesmo, e damos-lhe nomes diferentes :)
(nota: simples para mim não é igual a "sem piada", "não dá trabalho", "plain", "não precisa esforço")

Ianita disse...

Mag: lá está. A verdade é que complicamos as coisas simples da vida. É verdade. Ainda assim, o termo "simples" leva-me a pensar em coisas banais e passageiras... e eu quero algo de bem complicado!

E sim, é tudo uma questão de semântica! LOL

Lita disse...

Assim que li "primeiro ano de Faculdade" levaste-me contigo nessa viagem. Acho que todos os primeiros anos de Faculdade são iguais, né? ;)
A bebida, a música, os amigos, os choros pela noite fora, "aquele" rapaz...
Adorei! :)

Ianita disse...

Lita: todos diferentes, todos iguais :) é isso mesmo... e viajamos tanto tanto tanto....

Kisses :) e obrigada!

olgacruz disse...

Achas que os nossos pais alguma vez vão ser cibernautas????

O que eles iriam "aprender"!...
:)

Ianita disse...

Olga: SHiuuuuuu! :) Acho que um corredor com os "horrores" de Vasco iam ser bem piores, te garanto!

Kisses

Rice Man disse...

:DDD Aquele entre parênteses final foi muito bom!

Concordo plenamente com esse "ainda bem que o que é ad aeternum é a nossa capacidade de amar."! Já viste se todos esses 'nuncas' e esses 'jamais' proclamados tão dramaticamente se tornassem realidade? O quão tristes seriamos?

Ianita disse...

Rice Man: Precisamente! :)

izzie disse...

Aqui só posso dizer... e porque digo tantas vezes mesmo... concordo com a Lita... a tua primeira frase faz logo viajar...
O resto já tu estás a saber por outros meios ;)

Beijo,

Ianita disse...

izzie: viajemos então :)

Kisses

Sayuri disse...

Adoro essa musica!

Ianita disse...

Sayuri: me too! :)