12 de junho de 2008

Um colosso!

Ainda num dia destes, em conversa via skype, a Verónica me dizia que eu era um colosso. Embora me tivesse, não sem bem porquê, soado a falso e irónico, até gostei do nome que me foi chamado.

Porque a verdade é que sou colossal em tudo: nas qualidades e nos defeitos também. Comigo nada fica pela metade. Ninguém espera meias opiniões, nem meias frases e muito menos meias palavras. Talvez os patrões, mas isso já tem que ver com uma aprendizagem daquelas bem difíceis.

Sou um ser colossialmente (neologismo!) cheio de manias, de opiniões, de doenças (!), de exigências, de generosidade, de teimosia, de chatice, de lamechices, de sono :), de vontade de ser mais, muito mais do que sou. Para o bem e para o mal, sou um colosso! Só sou pequena de tamanho, mas até isso se remedeia com os meus saltos dourados de 9cm :) ! É tudo isto que se pode esperar de mim e colossialmente muito mais!

Só espero que não venha a ser destruída, como o velhinho Colosso de Rhodes, uma das 7 maravilhas da antiguidade. E também não ansejo a ser maravilha, só Ana.

2 comentários:

Verónica disse...

As conversas comigo são sempre muito produtivas ;)

Ianita disse...

Dá nestas coisas!