5 de agosto de 2008

Diga?

Já falei dos posts do Alvim várias vezes. Não o fiz mais vezes porque parece mal estar sempre a falar dele. Mas hoje teve de ser e já vão ver porquê quando lerem um excerto do que ele hoje escreveu...

"A este nível – no domínio da disponibilidade que alguém tem de se envolver com outra - apetece-me dizer que um homem sóbrio equivale a uma mulher com os copos. Isto é: Para um homem, não é preciso estarmos com os copos para estarmos mais do que receptivos para uma aventura no final da noite. Enquanto que para algumas mulheres, muitas das vezes, a coisa só lá vai com mais uma caipirinha ou safari com cola, que como se sabe, são bebidas tipicamente de miúdas. E reparem. Não é que elas não queiram ter este tipo de experiências – claro que querem – mas no entanto, as mulheres pensam mais, sou mais racionais, analisam pormenorizadamente cada detalhe e pensam muito se será certo aceitarem o convite, se não ficará mal ser logo na primeira noite, se não se irão arrepender depois. Daí que seja tão importante para nós que bebam, porque quanto mais o fizerem, menos perguntas as assaltarão e teremos a nossa vida mais facilitada."
Desta vez teve de ser porque eu não concordo nada com ele! É talvez verdade para a maioria das situações, mas não façamos disto cliché.
Ora, ponto um: o Safari não é bebida de gaja. Tem mais alcool que as cervejas.
Ponto dois, não sou nada racional. Muito pelo contrário. Só não vou atrás do primeiro que me apareça à frente. Sorry!
E também me parece cliché esta história de os homens estarem sempre prontos pra acção e de as gajas bêbedas serem fáceis. É verdade que o alcool desinibe. A mim desinibe-me as palavras (ainda mais!!), mas se estava de mau humor, continuo de mau humor e se estava bem disposta, é claro que demonstro com mais facilidade que estou bem disposta. Nunca me desculpei com o alcool.
E mais! O Safari não é bebida de gajas! E para mim é só com gelo, se faz favor!

4 comentários:

Verónica disse...

Ana, o Safari é claaaaaaaaramente bebida de gaja ( ou melhor, de quem gosta de se sentir sob o efeito do álcool, mas não gosta de álcool!).

Ianita disse...

Eu gosto de Safari. Sabe-me bem. Seria incapaz de beber alguma coisa por frete, como muita gente que me conta que antes não gostava de cerveja, mas que foram insistindo, insistindo e agora até gostam. Eu não insisto. Só bebo aquilo de que gosto.

Safari tem 21º, quatro vezes mais que a cerveja. Quem não gosta de alcool e quer ficar bêbedo bebe shots.

Mantenho-me fiel ao que me faz sentir bem. ;)

Ska disse...

quanto às caipirinhas, ainda discuto.

Agora, safari-cola? Mais bebida de gaja não há!

Ianita disse...

Só não há mais gajos a beber Safari porque os gajos têm a mania de só beber coisas que fazem rugas na testa e os olhos chorar, ou então coisas fraquinhas como a cerveja.