9 de janeiro de 2009

True colors

Sim, é possível. É possível estar genuinamente feliz por alguém. Mesmo por alguém que não conhecemos. E sim... é possível. Porque as nossas cores saem de nós e podem chegar a alguém que está perto ou a alguém que está longe... as nossas cores estão aqui, para quem as queira ver. E quando alguém reconhece em alguém as suas verdadeiras cores, ui, isso é magia :) Just don't be afraid to let them show... Esta música que eu amo de morte dedico-a aos amantes, novos e antigos, que não tiveram medo de se mostrar e de se dar. E aos amigos que nos vêem as verdadeiras cores e will always be there...


You with the sad eyes
Don't be discouraged
Oh I realize
It's hard to take courage
In a world full of people
You can lose sight of it all
And the darkness inside you
Can make you feel so small
But I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow
Show me a smile then,
Don't be unhappy, can't remember when
I last saw you laughing
If this world makes you crazy
And you've taken all you can bear
Just call me up
Cuz you know I'll be there
And I'll see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful,
Like a rainbow

14 comentários:

Lita disse...

É fantástica, essa música!
Assim como o nosso dia!!! :)
Beijinhos!

Lize disse...

Gosto imenso dessa música :)


Beijocas :)

Sayuri disse...

Esgotam-se-me as palavras!

São esses dias que valem a pena: os dias coloridos ;)

Anita disse...

música tão bonita:))
Love it:)

Kiss

Ianita disse...

Dias coloridos... dias em que a nossa aura brilha exultante... dias em que alguém nos vê...

Adoro esta música na versão original, mas acho que gosto mesmo muito mais nesta versão do Phil Colins...

Beijinhos a todas... e deixem as vossas cores brilhar!

Kaila disse...

É possivel sim!

Ianita disse...

Já andas a conspirar também? :)

Beijos

Kaila disse...

;)

XR disse...

True colors ... gosto de qualquer das duas versões.

As minhas cores cristalizaram-se numa só neste ano que passou - mas deram origem ao meu próprio arco-íris que no dia-a-dia partilho convosco, com quem também traz as suas true colors ao peito :)

Beijinhos

O Cigarrilha disse...

true great song

true great voice

true beautifull blog

true moments

true colors

Ianita disse...

XR: A verdade é que dependendo dos dias, há cores que brilham mais que outras no nosso arco-íris interior. Temos de ter consciência disso e tentar dar mimo às cores que estão escondidas, para que apareçam sem pudor quando forem precisas...

Kiss

Ianita disse...

Cigarrilha: Speechless :)

Beijo

Hélio disse...

Há quase 10 anos atrás, quando o tio Phil fez a sua versão da musica e a editou no Hits, fiquei apaixonado por ela, deixava-me muito feliz... havia algo em mim que me puxava para aquela música, identificava-me profundamente e ainda hoje, não com tão 'sad eyes', sinto essa musica como um pedacito de mim... óptima escolha!
Beijinho :)

Ianita disse...

Sabes... eu acho que é a ideia. A ideia agrada-me profundamente. A ideia de sermos mais do que aparentamos. A ideia de que o nosso verdadeiro eu na transpira pelos nossos poros e se deixa ver pelos outros, pelos mais atentos, pelos que vêem a nossa máscara e escolhem ver através dela...

Já gostava da versão original, aliás da Cindi há uma outra brutalíssima "Time after time", mas o Phil acrescentou-lhe qualquer coisa... um balanço, um sentimento, mais soul... não sei explicar, mas sinto-a mais assim...

Beijinhos