17 de fevereiro de 2009

3

O número 3. O número 3 é um número bonito, é redondinho.
Gosto de números ímpares. Não sei porquê, mas nunca gostei de números pares. Acho-os talvez perfeitinhos demais. Uma pessoa pode dividi-los em partes iguais de forma perfeita e fácil. Acho que a vida é mais como os números ímpares. Aliás, eu gostava que a vida fosse mais comos os números ímpares. Tudo o que é bom é ímpar. Numa relação, não somos só dois. Somos nós e o que se cria entre nós e por isso é que quando há uma separação nunca vimos de lá como entrámos, nunca nos podemos simplesmente dividir em um para cada lado. Há sempre um resto indivisível que fica ali... um leva uma parte, o outro leva outra parte... mas nunca é pacífico. Quando simplesmente cada um vai para seu lado como se nada fosse é porque o que existiu foi uma relação apenas e só... par.
Os números primos são outro mistério. Gosto da independência deles. Gosto daquela coisa de "não preciso de ninguém", "só eu basto-me" ou "a mim ninguém me divide". Eu gosto de pensar que sou mais ou menos um número primo. Sou independente, ninguém me divide. Ainda assim, preciso de alguém que me dê a mão para atingir a perfeição de ser apenas ímpar, mas já não primo. Dos números primos só não gosto do 2. Primeiro porque é par e acho que não tem nada de se meter neste conjunto maioritariamente de números ímpares. Depois porque o 2 é um número que tem a mania. Não gosto dele e pronto. Se bem que tem a singularidade de ser o único número par a ser primo e isso já o faz ímpar! (Mas que grande volta que eu dei, hein?)
Gosto do 3. É um número porreiro que nos acompanha ao longo de toda a vida. O chapéu diz que tem 3 bicos. Perdemos os 3 e nunca mais os encontramos. A Santíssima Trindade são 3. Os estarolas eram 3 assim como os Mosqueteiros. Quando queremos acabar algo rapidamente, dizemos que terminamos em menos de 3 tempos. As contagens decrescentes, comecem em que número começarem, isso tanto faz, ganham força e falam mais alto quando chegam ao 3. Quando as mamãs nos fazem um ultimatum, normalmente contam até 3 antes de nos mandarem para o castigo... São 3 as palavras que fazem o mote da Revolução Francesa. Com 3 letrinhas apenas se escreve a palavras mãe e há quem diga que a vida são dois dias, mas o Carnaval são 3. Mais haverá...
Um número porreiro este, não é? Hoje, ainda para mais 3ªfeira, é um dia bom para o número 3. É este o meu número de hoje: 3. Perfeito na sua imperfeição. Ímpar. Primo. O número 3 é catita. Viva o 3!

16 comentários:

Lita disse...

É! O número três é fixe. E é o número do meu ano, em numerologia!!!! :)

Ianita disse...

Acho que o número do meu ano é o 1, mas não teimo :)

Ainda assim, ímpar! :)

E sim, o 3 é fixe!!

Vera Angélico disse...

Ehehehehehe!!!

Sentido de humor, trocadilhos de palavras, inteligência...

É um post tão teu... pois... foste tu que o escreveste... oh god!!!

Ianita disse...

Oh God! :)

;)

Beijo!

olgacruz disse...

De facto, só mesmo tu...

Os chineses fotografam montes de m.....
Tu escreves sobre o nº3!!!!

NO COMMENTS!!!

Bjs,

PS: Mas o texto até está fixe!

Ianita disse...

Sou assim eu! Embora não seja chinoca, também curto tirar fotos a tudo e a nada... e escrever sobre o número 3... Podia ser pior... podia estar a escrever sobre o número 4 que não tem tanta piada e que é, de longe, muito mais aborrecido! :)

Kisses

Hélio disse...

3 - the God Number. Sim, Ianita, 3 é o número de Deus... Todo o Universo está organizado num sistema de base 12 (4 x 3 - ou seja, a Ordem (x) Divina). Mas dizeres mal do 4... não digas mal do meu 4! É um numero tão bom! :)
Beijoca grande!

bono_poetry disse...

...gostei das palavras e dos numeros...temos de falar sobre o 21...tem raizes no 3 sabias?
...beijo...haja sempre originalidade em ti e a tua intensidade faz o resto!!!

Ianita disse...

Hélio: Sim... gosto muito do 3. Está cheio de intensidade...

O 4... é um número banal como todos os números pares! :)

Kiss

Ianita disse...

Bono: 21 é porreiro sim... além disso conheço muitas pessoas nascidas a 21. Originalidade é mais com o 1, mas isso é conversa para outro dia! :)

Kisses

Anita disse...

também gosto do 3 mas o meu número será eternamente o1 :)

Beijinho

Cat disse...

é simplesmente o meu número favorito e o da sorte...

Ianita disse...

Anita: Acho que o meu número preferido é o 27... ainda assim, gosto de todos os ímpares... se calhar mais do 3... grande indecisão por aqui! :) LOL

Ianita disse...

Cat: Acho que número de sorte, cada um terá o seu. Eu acho que não tenho nenhum... Mas gosto muito do 3 :)

IandU disse...

Também gosto, sim, do 3. Mas o meu preferido é o 7 :P

Ianita disse...

O 7 é mágico... se bem que passei a a gostar menos quando houve aquela febre do pessoal casar no dia 7 do 7 de 2007... que cambada de cromos!! LOL

Kisses