15 de fevereiro de 2009

Espectáculo

Porque é Domingo. Porque antigamente Domingo era dia de futebol. Hoje em dia é às vezes. Esta música faz-me lembrar o futebol que me lembra Domingos à tarde de sol e calor e pais com os filhos pela mão de cachecóis ao pescoço a caminho do estádio. Esta música faz-me lembrar as noites frias em que vamos a um espectáculo com alguém de quem gostamos. E faz-me lembrar os dias de chuva em que ficamos em casa só a ver tv ou um filme. Basicamente, é uma música feliz que me lembra todos os momentos felizes por que passei e que me faz ter ânsia pelos momentos felizes que ainda hão-de vir.

E é assim... a felicidade é muito melhor quando é partilhada. Quando é vivida em conjunto. Quando é uma felicidade de viver, de estar aqui e de aproveitar tudo o que há. Tudo o que há. E não vale de nada estarmos sempre nos bastidores, na bancada a assistir ao espectáculo da vida. Porque a vida é um espectáculo. E é um espectáculo vivê-la, em pleno. Quebrar as regras e, de vez em quando, saltar da bancada para o campo de jogo, saltar da assistência para o palco, ir pela antena e entrar no programa de tv... tomar as rédeas da nossa vida e vivê-la como o fantástico espectáculo que é! E estender a mão... estender a mão a convidar as nossas pessoas a viverem os seus espectáculos em conjunto com o nosso. A minha mão está estendida... venham daí!



Quando
tu me vires no futebol
estarei no campo
cabeça ao sol
a avançar pé ante pé
para uma bola que está
à espera dum pontapé
à espera dum penalty
que eu vou transformar para ti
eu vou
atirar para ganhar
vou rematar
e o golo que eu fizer
ficará sempre na rede
a libertar-nos da sede
não me olhes só da bancada lateral
desce-me essa escada e vem deitar-te na grama
vem falar comigo como gente que se ama
e até não se poder mais
vamos jogar

Quando
tu me vires no music-hall
estarei no palco
cabaça ao sol
ao sol da noite das luzes
à espera dum outro sol
e que os teus olhos os uses
como quem usa um farol
não me olhes só dessa frisa lateral
desce peça cortina e acompanha-me em cena
vamos dar à perna como gente que se ama
e até não se poder mais
vamos bailar

Quando
tu me vires na televisão
estarei no écran
pés assentes no chão
a fazer publicidade
mas desta vez da verdade
mas desta vez da alegria
de duas mãos agarradas
mão a mão no dia a dia
não me olhes só desse maple estofado
desce pela antena e vem comigo ao programa
vem falar à gente como gente que se ama
e até não se poder mais
vamos cantar

E quando
à minha casa fores dar
vem devagar
e apaga-me a luz
que a luz destoutra ribalta
às vezes não me seduz
às vezes não me faz falta
às vezes não me seduz
às vezes não me faz falta

12 comentários:

PAULO LONTRO disse...

Opá, adoro esta canção !!!
Já ouvi o Sérgio Godinho ao vivo várias vezes e esta sempre me deixa encantado.
Grande texto, o SG escreve histórias e faz-lhes a música como ninguém.

Ianita disse...

Sim... uma melodia linda de morrer... uma letra fantástica e inspiradora :)

Eu também adoro esta canção :)

Lita disse...

Espectacular!!!!!
Excelente domingo, amiga!!!!

Ianita disse...

EXCELENTE DOMINGO ;)

Vem daí!

Beijo!

Anita disse...

Sérgio Godinho é o maior:)) Adoro esta música, especialmente a versão com os Clã:)

Beijinho

Brigitte disse...

Espero que tenhas tido um optimo domingo.

Boa semana
Beijos
:)

Ianita disse...

Brigitte: Sim... muito descanso... :)

Boa semana!

Ianita disse...

Anita: Também gosto, mas gosto mais do velhinho original ;)

Kisses

Hélio disse...

Ahhhh.... os domingos... antes, era dia de felicidade, agora, funcionam mais como ante-camara da tortura da semana... (e não, tortura não tem um sentido Psycho aqui... ;) )
Obrigado pela mão estendida! Quanto á minha, já sabes.. :)
Beijos!

Ianita disse...

Hélio: vindo de ti tudo tem um sentido Psycho!!!!! :)

Não vale a pena viver de outra forma que não de mão estendida :)

Beijo!

Isandes disse...

Adoroooooo! Prefiro versão dos clã. ~xuac

Ianita disse...

Foi como disse à Anita... tendo-me habituado a esta música cantada por ele, não consigo gostar mais da versão... é boa, mas prefiro assim...

Kisses :)