3 de fevereiro de 2009

Da crise


Isto assusta-me. Muito.

Isto é o mau da crise. Isto é o que eu temia que acontecesse e que já aconteceu nos EUA e agora no Reino Unido... não tarda a espalhar-se pela Europa. Mas eles não entendem que se expulsarem os imigrantes, vão ter se receber os seus emigrantes de volta? Mas as pessoas não pensam?

Há quem diga que a História não serve para nada, porque é passado. Ora, a História deixa-me alerta. Por saber que foi em momentos de crise que os regimes totalitários conseguiram vingar. Porque a História me diz que em momentos de crise as pessoas têm medo e, com medo, tornam-se injustas, egoístas, intolerantes. O Hitler foi eleito. Como foi eleito o Salazar. Como foi reeleito o Bush. Porque quando as pessoas se sentem ameaçadas recorrem a quem lhes promete que tudo vai melhorar. E a verdade é que os regimes totalitários do passado, muitos deles, conseguiram de facto superar gravíssimas crises financeiras, mas a que custo? A custo de vidas... e não há nada que valha uma vida humana.
Não há dinheiro nenhum no Mundo que valha uma vida humana. Não sei se leram "O demónio e a senhorita Prym", do Paulo Coelho... o livro reflecte exactamente sobre isto... um desconhecido chega a uma povoação isolada, com cerca de 300 pessoas ou coisa que lhe valha. Leva um saco cheio de barras de ouro e faz uma proposta à povoação. Ele dá as barras de ouro se eles, enquanto grupo, decidirem matar uma pessoa... Não vou contar o resto, mas a premissa é esta. E faz-nos reflectir... o que eu sei é que é em momentos de crise que se vê a verdadeira fibra das pessoas, é que se vê de que somos feitos...
Por isso... abram os olhos. Olhem para trás e aprendam com o passado. Não cometam os mesmos erros. Principalmente, não procurem as mesmas soluções.

Isto assusta-me. Muito.

19 comentários:

Lita disse...

SIm. Muito estúpido. Foi uma das coisas que nunca me esqueci, quando trabalhei para o IEFP. Se enviassemos os estrangeiros para casa e os portugueses regressassem, estávamos - MESMO - lixados! Mas é fácil ver o que está perto e não puxar pelo cérebro...

Ianita disse...

É em momentos destes que a extrema direita consegue bons resultados em eleições e afins...

Tenho medo de ver no que isto vai dar... mesmo.

Brigitte disse...

Todos os dias de manhã tenho algum receio de ouvir as noticas....são sempre as mesmas:" fabrica fecha e vão 1200 pessoas para a rua...", "Foram despedidas esta semana 2000 pessoas...."

Acho que já chega, quero voltar ao normal!

beijos

Ianita disse...

Queres tu e queremos todos... porque depois há os oportunistas...

Nesta altura é que se vê quem são as pessoas... as boas e as más...

Kiss

Anita disse...

confesso que também começo a ficar verdadeiramente assustada!!!

IandU disse...

Eu lamento.

Acho que é a palavra que tenho para o que se passa. Não acho correcto mandarem os Portugueses embora, senão, se fossemos a mandar embora todas as pessoas que não nasceram em Portugal, muitos empregos iriam aparecer.

Outra situação, é passar-se em Inglaterra. Sendo eles tão desenvolvidos, como permitem que as pessoas sejam expulsas do próprio País. Sim, porque é expulsão, ou será, podes ficar mas se ficares não me responsabilizo!? Talvez seria agora a vez da justiça portuguesa fazer algo. Afinal, não fomos nós que ficamos tão mal vistos mundialmente por causa do caso Maddie?

Eu sei, não se devem misturar coisas. A verdade é que acabam todas por ir parar ao mesmo saco*

Ianita disse...

Anita: sim... as pessoas, quando postas à prova, normalmente fazem asneira...

Ianita disse...

Iandu: se nós mandassemos o pessoal estrangeiro embora, mas, em contrapartida, os portugueses que estão fora tivessem de regressar... ficaríamos ainda pior.

Isso é que as pesssoas não entendem. Ou então é do tipo "posso estar desempregado, mas desde que quem esteja empregado seja português" LOL :)

O Governo britânico tem tido o discurso politicamente correcto... mas, ainda assim... acho que concordo um bocadinho contigo... acho que se fosse ao contrário, se fôssemos nós a mandar os british embora, a coisa tinha tido outra dimensão... mas nós somos os pobrezinhos, né? E queremos que eles venham cá gastar libras e então andamos sempre a bajulá-los... tretas!!

kiss

Verónica disse...

Há já algum tempo q cá não vinha e deparo-me com este excelente post. Ontem ao almoço ouvi isto nas notícias e fiquei estupefacta. Espero realmente que a história não se repita, apesar da sua forte componente cíclica...

Bj

Ianita disse...

Olha... eu amanheci com a notícia de que a maioria dos portugueses que estavam na Islândia foram mandados embora...

Kiss

IandU disse...

No final desta semana eu volto a informar-me o que é a comunidade Europeia! Acho que vai mudar um pouco o significado!

Ianita disse...

Pois... se calhar é isso... mudaram os estatutos e não nos avisaram :) LOL

Cromos!

bono_poetry disse...

...tem calma a situacao no reino unido tem um objectivo bem diferente,constata-se que a loucura produzida por uma crise do mercado cambial e de mas apostas bolseiras deu neste buraco gigante que agora assusta todos os paises envolvidos...o que se passa no reino unido tem as proporcoes que o governo deixa ter,mas de facto esta controlada por uma economia demasiado dependente da forca financeira de mao de obra estrangeira,a verdade e que londres precisa desta forca multinacional para continuar forte e crescer de novo economicamente,o problema reside mesmo e na vontade do estrangeiro se sentir tentado a outros voos e voltar a patria ou tentar outro destino,deixou de ser o eldorado para a maioria dos sectores trabalhar em inglaterra e assiste-se a uma debandada dos polacos para fora do reino unido!!!
...well tudo bem em terras de nossa magestade!!!

bono_poetry disse...

...e olha a comunidade europeia e um gigante que comeca a pesar muito na economia mundail...portugal tambem ja tem a sua responsabilidade...

Ianita disse...

O Reino Unido pode não ser já o eldourado, mas faz parte da União Europeia. Além do mais, esta atitude de intolerância para com os trabalhadores estrangeiros só pode trazer maus resultados.

O que eu digo é que se cada pessoa trabalhar no seu país, as coisas pioram. Disso não tenho dúvidas. As pessoas têm é que apostar na formação e não ter medo de descer degraus para poderem trabalhar. Porque a verdade é que os emigrantes fazem muito do trabalho que os nativos não querem fazer.

Temos de ficar atentos. Porque isto é só o começo...

Quanto a Portugal... temos a nossa dose... mas, aqui, o pessoal que pôs cartazes a mandar embora os imigrantes está preso.

Ainda é uma diferença grande...

Kiss

Noiva Judia disse...

O problema da História é os povos terem a memória curta...

Ianita disse...

Memória curta demais... ou, aos mesmos problemas, não tentariam sempre as mesmas soluções da treta!

O pessoal não aprende... por isso é que isto me assusta...

Neni disse...

Gostei muito, muito do teu texo.
Tenho mesmo medo.

Ianita disse...

Não é que não tenha esperança na Humanidade, mas sabemos do que são capazes...

Quando tudo está bem, somos todos amigos e tal... mas quando as coisas começam a apertar é que as pessoas deitam as garras de fora.

Não é alarmismo. É um medo legítimo.

Aguardemos.

Kiss