2 de abril de 2009

Do almoço

Trabalho numa empresa de construção. Numa empresa de construção há muitos homens. Muitos homens, sendo que muitos deles são bonitos. Bonitos e comprometidos, claro está. Há uns dois meses houve um que se mudou de uma das outras empresas do grupo praqui. Não exactamente para esta empresa, mas para este edifício. É giro. Não muito giro, mas tem ali qualquer coisa. Não sei se é comprometido, não faço ideia. Até hoje nem nunca lhe tinha dito nada sem ser "bom dia".
Hoje falámos. Nada de especial. Ele estava com outro colega a tomar café onde costumo ir almoçar. Sorriram-me e eu fui falar com eles "olá colegas". :) Foi giro.
Não comecem já a fazer filmes. Não estou interessada no rapaz. Estou sozinha e estou muito bem sozinha. Mas de vez em quando gosto de olhar e de gostar para o que olho. E gosto desta onda de mistério. Só isso. Mas que é giro, lá isso... :)

25 comentários:

Fenix disse...

É sempre bom regalar os olhos sobre uma linda paisagem!
Seja ela humana ou de outro tipo...

Aproveita bem tudo o que por aí vier ;-)

Beijinhos
São

Ianita disse...

Fénix: uma paisagem bonita e simpática :)

Kiss

Mag disse...

Tb trabalho numa empresa de construção... mas aqui não há nada para regalar o olhar ;(

Um misteriozito sabe sempre bem... enjoy ;)

Ianita disse...

Mag: aqui é o que não falta, é só engenheirada :)

Dá para regalar o olhar :)

Kiss

PAULO LONTRO disse...

POIX...

1º É giro
2º Não muito giro
3º Tem alí qualquer coisa...
4º Foi giro (sorriu-me)
5º Estou sozinha mas de vez em quando... poix...
6º Gosto de olhar para o que olho
7º Gosto desta onda...
8º Só isso...
9º Mas que é giro, lá isso... (ainda estamos a falar do mesmo? o que é giro mas não muito giro...?)

10º conclusão, assim pequena conclusão, mais ou menos conclusão, não é bem conclusão mas perece uma conclusão, talvez seja mesmo a conclusão:

TÁS MAS É APAIXONADA PELO TAL TIPO GIRO OU MAIS OU MENOS GIRO !!!!!!

Ianita disse...

Paulo: nada disso :)

Só acho que é giro. Não é um homem bonito, daqueles que fazem parar o trânsito, mas tem ali qualquer coisa :)

É bom para regalar a vista, apenas e só. E sim, gosto de olhar para homens giros, não tem mal nenhum!! (pois não?)

Kisses :)

(não há cá borboletas nenhumas!!)

lilipat2008 disse...

Hum...tens mais sorte que eu...logo calhou a minha vocação virar-me para um mundo só de mulheres...grrrrr...raramente tenho dessas vistas assim...:(

bjs

Ianita disse...

Lilipat: não?! Nem um visitante? :)

Neni disse...

Mesmo que não dê em nada, só por ser um colega simpático, já vale a pena. Conhecer pessoas novas vale sempre a pena:)

Ianita disse...

Neni: Vale pois. Andei de sorriso nos lábios a tarde toda :)

Vera Angélico disse...

Pois... eu comecei logo a fazer filmes. Está visto!

;)

Beijos.

Rice Man disse...

Não é que não te queira ver feliz mas tenho a sensação que quando disseste "Não estou interessada no rapaz." houve uma espécie de Suspiro Masculino Global, seguido de um "Yes!!! A Ianita ainda está livre!!!"! :D ...ou será que fui só eu? :P Estou a brincar! ;)

Mas este post relembrou-me de uma coisa que já pensei colocar no meu blog... Se calhar vou fazê-lo aqui que tu tens jeito para a argumentação. ;) É algo à volta desta ideia... O Amor está condicionado por questões geográficas. Não nos apaixonamos por alguém que nunca vimos, que não conhecemos, que nem sabemos que existe. E, de uma maneira geral, as pessoas que conhecemos são as que moram, trabalham, frequentam os mesmo sítios que nós. A grande maioria das pessoas acaba por se juntar com alguém que conheceu dentro de um certo raio à volta da sua residência. Tendo dito isto, colocam-se as perguntas "Será que o Amor Verdadeiro existe? Apaixonariamo-nos por uma outra pessoa se conhecêssemos mais pessoas?". Fica a ideia. Está muito resumida e não me expliquei como queria mas já é tarde (para mim) e estou todo partido!... Gostaria de 'ouvir' a tua opinião sobre isto mas não tens de o fazer se não quiseres, claro! ;)

izzie disse...

Hmmm... isso faz-me lembrar as minhas antigas visitas à cantina da FEUP e os "encontros" com os rapazinhos da FCDEF... upa, upa!
Regalo para os olhos!
Mas ora diz-me lá... não aí nenhuma vaga? Nem que seja para abrir cartas? Tirar cafés?
Gostar de olhar para o que nos rodeia é sempre simpático... e faz falta ;)

Beijo,

Dylan disse...

Se estás sozinha tenho uma música para apreciares. Vai ao meu blogue e fecha os olhos...

Ianita disse...

Vera: Não faças mulheri, não faças. Ele às tantas é casado e pai de 6 filhos e eu aqui a dizer que ele é giro :) LOL

Ianita disse...

Homem do arroz: Entendo-te.

Pensei nisso relativamente à Religião e cheguei a perguntar à minha Catequista que se a nossa religião (católica) é que era a verdadeira, que culpa tinham os meninos que tinham nascido filhos de pais de outra religião? Porque eu sou católica porque os meus pais são. Não é uma escolha.

Ou seja, sim. Estamos condicionados pelo meio em que vivemos. Se bem que, com a sociedade de informação em que vivemos,com a aldeia global, as coisas se tornem algo diferentes. Eu tenho acesso às outras religiões, posso estudá-las e mudar de religião. Assim como posso conhecer pessoas fora da minha esfera de conhecimentos.

A ida para a faculdade numa cidade longe da nossa ajuda. Conhecemos pessoas de outros lugares e essas pessoas conhecem outras pessoas etc etc. Já não estamos "condenados" a casar com o vizinho só porque não conhecemos mais ninguém.

Mesmo a Internet veio facilitar algumas coisas. Já conheci muitas pessoas pelo blog. Umas de quem gosto, outras de quem não gosto assim tanto. Mas pessoas que não conheceria se não fosse a Internet.

Agora a questão mais difícil. Se conhecêssemos mais pessoas, apaixonar-nos-iamos pela mesma? Talvez não. Eu acho que temos mais que uma alma gémea (qualquer coisa como diz o Paulo Coelho, no Brida).
Mas... sinceramente, acho que quanto mais conhecemos menos felizes somos. Entenda-se... o Fernando Pessoa dizia que feliz era a camponesa e era o gato, porque viviam "servos das leis fatais" e não pensavam no que não interessava. Não pensavam num Mundo que não conheciam. E eram felizes.

Quanto mais conhecemos, mais consciência temos do que nos falta conhecer. Mais insatisfeitos somos. Se eu tivesse nascido há 50 anos, estaria feliz e contente e provavelmente casada e já com meia dúzia de filhos. Ter nascido em 1980, ter conhecido o que o Mundo tem para me oferecer, mudou as minhas prioridades.

Não sei por quem me vou apaixonar. Se por alguém de perto, se por alguém de longe. Não penso nisso, basicamente porque não é uma prioridade para mim. Quando acontecer, aconteceu. :)

Respondi?

Kisses

(duvido!!! Duvido mesmo que tivesse havido um grito desses !!!)

Ianita disse...

Izzie: Manda o curriculum :)

Kisses

(se bem que não sei se quero concorrência.... hummmmm.... :) )

Ianita disse...

Dylan: eu a fechar os olhos... hummm... já vou ver...

Kiss

lilipat2008 disse...

Como deves imaginar os meus visitantes são mais pro grisalhos e de bengalita na mão...não fazem muito o meu género...lololol
Claro que, de vez em quando, lá aparece algum mais jeitoso, mas não é muito frequente. Aliás, quando aparece assim alguém quase que fazemos uma festa...:D

bjs

Ianita disse...

Lilipat: é tipo eu aqui... os que cá estão estão já "agarrados", por isso... só muito de vez em quando aparece aqui alguém que valha a pena :)

Kiss

Rice Man disse...

Ianita... Respondeste pois! :) Eu pedi a tua opinião porque gosto da tua maneira de pensar e ver as coisas e não fiquei desiludido! ;)

(E houve! Podes crer que houve que eu bem ouvi! :D )

Ianita disse...

Homem do arroz: diz ao pessoal para gritar mais alto pra próxima que aqui não se ouviu nada :)

Sabes, às vezes não sei bem o que penso e vou reflectindo à medida que vou escrevendo, por isso é que muitas vezes há quem não entenda o que eu escrevo :)

Kiss

IandU disse...

este foi o post onde mais li a palavra giro.

Com isso nao quero dizer mais nada ;)

Sayuri disse...

Tens aí matéria para instituir uma hora COCA COLA LIGHT na tua empresa!!!
:D

Ianita disse...

Iandu: :) era suposto!!

Sayuri: é que era mesmo uma grande ideia :) é isso e estragar os telefones, porque o rapaz da manutenção............ ;)