10 de abril de 2009

Quaresma




Hoje é dia do dito cujo jejum. Esta é uma das coisas relativamente à religião que não me caía bem. Não achava que não comer carne era um jejum. Fazia basicamente a vida negra às catequistas, embora comesse peixe nas sextas-feiras de Quaresma como menina bem mandada e educada e católica.
Com o passar dos anos fui vendo que tinha razão. Ainda hoje comi peixe grelhado, porque embora ninguém aqui vá à Missa, parece que temos sempre de cumprir o ritual. Na RTP passaram uma reportagem. Andaram a perguntar às pessoas se ainda cumpriam estas tradições. Achei imensa piada a uma senhora que disse que sim, que cumpria o jejum, que não comia nunca carne, principalmente na Sexta-feira Santa e que então hoje ia comer um arrozinho de marisco. LOL.

Gostei do que disse o padre que apareceu na reportagem. Este dia é um dia de sacrifício. Nos primórdios, se tirássemos a carne e seus derivados da alimentação das pessoas, eles quase não comiam nada. Hoje em dia não é bem assim, como bem sabemos. A ideia é as pessoas abdicarem de comer coisas de que gostam e tentarem ter refeições mais modestas. Disse o sr. padre, e eu acho que disse muito bem, que não adiantar pararmos de comer carne se nos vamos empanturrar de arroz de marisco.
Amêndoas. Acho que foi a única coisa que me lembro de o meu padrinho me dar. E uma vez veio cá a casa e deu-me 500 escudos e um pacote de amêndoas tipo francês. A minha madrinha sempre foi diferente. Eu faço anos perto da Páscoa e ela sempre me deu duas prendas, por mais simbólicas que fossem. Coisas para o enxoval, ouro e mais recentemente dinheiro. O enxoval tenho-o guardado, há-de dar jeito. O ouro também está guardado, mas porque não ligo. Ainda assim, sempre que a vou ver, encho-me do ouro todo que ela já me deu, basicamente porque ela fica contente. O dinheiro... pois. Desse nem sinais.

Tenho aqui à minha beira um pacote de amêndoas. Diz amêndoas, mas isto de amêndoas não tem nada. É chocolate e açúcar. Também não gosto muito das ditas amêndoas tipo francês porque essas é só amêndoa e açúcar. As amêndoas de que eu gosto, aquelas mesmo boas que conseguia alimentar-me unica e exclusivamente daquilo, são as roxas. As amêndoas roxas têm amêndoa, chocolate e açúcar. :) Nham nham!

Já é normal a RTP encher-nos de filmes sobre a Paixão de Cristo. O que não me parece assim tão normal é o Sozinho em Casa. Livrámo-nos dele no Natal e levamos com ele na Páscoa. Precious TVI... Nem vale a pena pensar por que é que é um coelho que entrega os ovos na Páscoa. Pensemos apenas que são bons. :)




Este é um dia religioso, mas também é um dia que na História dos tempos se confunde com rituais pagãos de adoração à Natureza e de recepção à Primavera. Eu tenho uma relação estranha com a Primavera, mas ela é boa para nos lembrar dos recomeços que acontecem à nossa volta todos os dias.

Por isso... podemos nem ser religiosos, mas isto do jejum podemos adoptar anyway. Para nos lembrar do que as coisas custam, para nos lembrar do que verdadeiramente é importante. Não vou comer carne, mas também não vou comer arroz de marisco. Não vou comer amêndoas roxas. Talvez amanhã ;) Feliz Páscoa! :)

12 comentários:

Sayuri disse...

Eu comi carne de porco :S
nem me lembrei, e mesmo que me lembrasse, aqui a herege, não iria nessas cantigas...

Ianita disse...

Sayuri: mas a carne de porco é mais barata que o marisco. Por isso, não és herege :) Eu não ligo nada a isto, mas há coisas que nos ficam enraizadas. Se me lembro, cumpro, se não me lembro, não cumpro e também não fico com sentimento de culpa. Nunhum!

Kisses

Rapariga do Batom Vermelho disse...

Ainda hoje recebi um pacotinho de amêndoas roxas...:) E comi um pãozito com fiambre ao lanche!:$

Beijinho

lilipat2008 disse...

Concordo contigo...o comer peixe não tem nada a ver. Antigamente esse era o sacrifício, porque a carne representava o luxo, mas se pagassem a chamada "bula" ao padre já podiam comer carne...uma estupidez pegada. Eu tenho a minha fé, acredito em Deus e tenho muito respeito e admiração pelo homem que Jesus foi, mas há coisas na Igreja como instituição que eu não compreendo e com as quais não concordo. E esta é uma delas. Cá em casa comemos sempre peixe nas sextas-feiras, mas nem sempre isso é um sacrifício. Por exemplo, peixe cozido não gosto muito, mas adoro tudo o que seja feito com bacalhau, adoro rissóis de peixe, adoro salmão ou peixe espada preto grelhados, etc, etc. Sinceramente acho que devemos fazer um sacrifício sim, mas cada um terá de escolher aquilo que lhe fará mais falta...por exemplo, o meu sacrifício hoje foi ver uns ferrero rocher's ali a olhar para mim e não comer nenhum...:)...já foi um grande sacrifício, não achas? :P

bjitos

izzie disse...

Bem... eu também vi essa reportagem (ossos do ofício, "fujo" sempre que posso para a RTP... quanto mais não seja para "criticar" simpaticamente, antigas professoras de faculdade) e tive a mesma reacção que tu... one might wonder why...LOOOL
Quanto ao Sozinho em casa... realmente... passei 2/3 do filme a sentir-me velha... e depois apareces tu a lembrar-me do detail. Obrigada Sr.ª D. Anita!
Eu cá é mais "amendoas" de fruta e claro... as de licor da Arcádia... mas este ano? Nem umas nem outras... é da crise!
Os padrinhos... vamos lá ver se não foram afectados...

Beijo,

Ianita disse...

Rapariga: eu comi pão sem nada, mas lá tive de pôr Nesquick no leite... errei! :)

Boa Páscoa!!

Ianita disse...

Lilipat: concordo contigo em género número e grau. Completamente. Admiro Jesus pela pessoa que foi e pela mensagem que deixou. Não penso menos dele se tiver sido casado e se não houve ressurreição nenhuma. Era um homem bom.

A Igreja... bem... é melhor nem falar.

Eu comi peixe grelhado ao almoço e bacalhau "à casa" à noite. E ainda bebi um Safarizinho. E joguei a bela da cartada. :) Não comi amêndoas roxas e tu não comeste os Ferrero Rocher. Concordo plenamente que já seja sacrifício suficiente!! :)

Kisses
(eu tb detesto peixe cozido, embora o coma quase todos os dias por causa da treta da dieta....)

Ianita disse...

Izzie: as amêndoas roxas... ai as amêndoas roxas :)

Para continuar a ser herege, estive a ver o Che - o argentino :) eheheheh!!

Kisses

Isandes disse...

a dieta correu bem até À hora de jantar, onde nos emppanturrámos. E a seguir foram os copos, k também não há-de ser muito católico!Boa páscoa!

Ianita disse...

Isandes: pois... same here!! :)

Boa Páscoa!

Rice Man disse...

Hummmm... Quer-me parecer que no teu caso a tradição também é uma desculpa para fazer dieta! :D Estou a brincar! ;)

Admiro-te muito por colocares em prática os teus valores e fazeres aquilo em que acreditas. :)

Eu... Bem, eu fico contente se tiver arroz à frente. Não interessa com quê. Se for com algo que goste ainda melhor, se não for também posso comer só o arroz que não me importo nada! :P

Ianita disse...

Mr. Rice: o meu pai é tal e qual tu. Eu não consigo comer arroz mais que duas vezes seguidas... já ele, se lhe derem arroz todos os dias a todas as refeições fica mais que feliz. Eu é mais massa! :)

A minha mãe tinha a mania que era muito católica quando éramos novos e levávamos esta coisa de não comer carne muito a sério... e como eu sempre fui do contra... :)