1 de maio de 2009



O dia 1 de Maio de 1974 foi o dia do efectivar da Liberdade. O dia em que Mário Soares e Álvaro Cunhal subiram a uma tribuna juntos, aliados. O dia da tolerância. O dia da união.
Era bom que fossem mais os trabalhadores... estamos a passar momentos difíceis... temos de acreditar que as coisas podem e vão melhorar.
Feliz 1 de Maio!

10 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Bom 1º de Maio!

Viva a liberdade

bjo

PAULO LONTRO disse...

Infelizmente, na mina opinião, não estamos nem a meio da crise, o sangue ainda vem.
Há ainda no mundo a expectativa do Obama, e a queda maior nas bolsas vai acontecer antes ou depois deste verão. Este presidente não vai fazer milagres, infelizmente eles não acontecem na vida económica. Quando o mundo chegar a essa conclusão a queda vai ser grande no mercado de capitais e Portugal irá naturalmente na onda. O mercado real reage normalmente cerca de 1 ano depois das bolsas o que atira a recuperação económica para o segundo semestre de 2010. Portugal reagirá mais tarde devido à sua dependência dos mercados maiores, assim sendo só poderá iniciar a retoma no mínimo no início de 2011 quando o desemprego estiver acima dos 15%.
Ainda muito sofrimento se avizinha infelizmente, cabe a cada um de nós transformar a crise numa oportunidade para refazermos os nossos modos de vida a nossa forma de gastar o dinheiro.
Pode ser que para muitas pessoas a dificuldade seja uma oportunidade de descoberta de outras capacidades, de outra forma de ser feliz. Que assim seja!

lilipat2008 disse...

Espero que o feriado esteja a correr bem...:)

bjitos

Luisa Moreira disse...

Viva o 1º de Maio, Viva a Liberdade!!!

spritof disse...

o que me parece é que nunca chegámos a sair da crise... tivemos momentos de recuperação, mas foi tudo....

Ianita disse...

as velas ardem até ao fim: viva! :)

Paulo: infelizmente sei que tens razão. Mas não adianta baixar os braços. Como muito bem dizes, a crise pode ser uma opotunidade de mostrarmos o melhor de nós. Uma oportunidade de mostrarmos que somos capazes. Não adianta esperar por D. Sebastião, nem pelos Obamas da vida, porque o tempo é agora e porque quem pode somos nós. O Luís Castro, jornalista da RTP, escreveu hoje um post fantástico sobre tudo isto. Dá uma espreitadela (http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt/) acho que vais gostar :)

Kisses e obrigada!
(ando a tentar convencer toda a gente à minha volta a irem votar, mas não está fácil... não votar é baixar os braços... e este é o tempo de lutar)

Ianita disse...

Lilipat: dia de ir ao cinema :) Kisses

Luísa: Viva! :)

Spritof: não saímos, mas estamos melhores do que alguma vez estivémos. Temos é de ter fé e de confiar que somos capazes. É tempo de arregaçarmos as mangas e pormos mãos à obra :)

Zabour disse...

Bigada, para ti tb, embora atrasada...

Bejiokas

Ianita disse...

Zabour: :) Kisses

izzie disse...

:)