6 de maio de 2009

Ruined!

Começo a achar que estou estragada e ninguém me avisou. Não sei se passei o prazo de validade, ou se já nasci estragada. Ou se calhar foi a vida que me estragou... não sei. Sei que parece que estou estragada.

Indício 1 - não quero o que toda a gente quer.
Todas as mulheres da minha idade querem encontrar um príncipe ou, se não for um principe, um gajo qualquer. Eu até digo às vezes que quero um príncipe, mas a verdade é que não quero. Mesmo que ele me caia no colo, acho que ainda o mando embora :) não quer dizer que não queira mesmo, mas simplesmente há coisas que quero mais. E esta não é condição sine qua non para ser feliz. E flores... adoro flores... mas uma vez acabei um namoro porque o rapaz me levava flores todos os dias... (a sério!)

Indício 2 - A felicidade
Não preciso de homem para ser feliz. Sou feliz hoje, tal qual estou. E começa a ser estranho dizer que sou feliz... que tenho tudo o que preciso. E perguntam-me "mas se tens tudo o que precisas, não estagnas? O que te faz avançar?". Todos temos o que precisamos para sermos felizes. O que buscamos todos os dias, realização profissional, casa, carro... isso são bens materiais, bens de conforto. O que precisamos para sermos felizes são outras coisas: nós e os outros, os nossos. Tenho saúde (mais ou menos, mas I can live with this!), tenho trabalho (que não é perfeito, mas que me paga as contas e me leva de férias), tenho família que adoro e que me adora (cof cof), tenho amigos que gostam de mim e de quem eu gosto muito, tenho sol, tenho mar, tenho vento na face... O que queremos mais? Claro que quero mais... quero mais coisas... quero ter filhos... quero muitas coisas... sou insatisfeita, mas isso não quer dizer que não seja feliz. Sou incrivelmente feliz e por isso sorrio. :)

Indício 3 - Trabalho
O patrão não me obriga a fazer horas que ele não me paga, mas eu faço-as na mesma. Tem que ver com a minha vontade de evoluir profissionalmente. Tem que ver com a minha vontade de ficar efectiva e de receber mais. Tem que ver com a minha vontade de ser mais.

Indício 4 - Viver sozinha
Não vivo ainda sozinha, mas é um plano que se vai realizar a curto prazo. Passei muitos anos de mal comigo e com o Mundo, mesmo sem o perceber. As coisas não me corriam bem e eu nem sabia bem porquê. Tomei as rédeas da minha vida. Tomei responsabilidade pelas minhas escolhas e deixei de culpar o Mundo por tudo o que me acontecia. Aprendi a aceitar o que não posso mudar. Claro que tenho momentos de fraqueza... momentos em que me escondo em casa, no quarto escuro, aninhada em mim-mesma e choro... choro de frustração... choro de raiva... choro de impotência... mas passa. Se não posso comprar uma blusa nova giríssima porque não me serve nem nunca vai servir... compro-a na mesma e ofereço-a à Sara :) Aprendi a ver-me. Aprendi a conhecer-me. E embora muitas vezes me farte da minha companhia, a verdade é que estou muito bem assim.

Indício 5 - Parvoíce
Tenho um mau feitio dos diabos, mas depois fico com sentimento de culpa. Eu deveria ou só ter o mau feitio, ou então ter só o coração de manteiga. As duas coisas juntas resultam em algo de estranho. Não gosto que me chamem Lanita... digo-o e depois fico a sentir-me mal porque a culpa não é das pessoas, mas minha... que podia há mais tempo ter mudado o i maiúsculo para minúsculo (fiz isso ontem). Discuto por alguma coisa, cheia de razão, mas dois minutos depois estou a pedir desculpas. Isto não é normal!

Indício 6 - .....
Não tenho indício 6, mas achei que ficava bem ter 6 pontos. :)

Estou estragada. I rest my case!

20 comentários:

Vera Angélico disse...

Estás?

As pessoas têm é expectativas diferentes da vida...

Eu sou da parte dos pessimistas, e com falta de amor próprio. Portanto há ideias que chegam a chocar. Mas também acho que não quero o que toda a gente quer...

Mas sim, com a vida pessoal e profissional normalizada. Não é que ande à procura de um príncipe. Mas faz-me falta uma pessoa. No sentido de que é bom chegar a casa, e ter alguém. Não preciso de um homem para ser feliz. Tenho sido feliz à minha maneira desta forma. Mas... há sempre um "mas". Às vezes olho para a minha vida, e penso... tenho uma filha linda, que está a crescer a um ritmo alucinante, e que me escapa um pouco todos os dias. Tenho uma família fantástica, que me apoia em tudo. Tenho a minha casa, o meu espaço. O emprego não é de sonho, mas completa-me, e desafia-me. Os euros chegam para vida que quero. E para a minha única ambição... viajar! Porque não?

Além disso, estar apaixonada faz bem à pele e ao espírito (e a outras partes do corpo, que não são para aqui chamadas, porque isto é um blog de respeito...)! ;)

É uma questão de chegar o momento certo. Ainda te vou ver (ou não), apaixonadíssima por um príncipe alto e espadaúdo, que te vai dar a volta à cabeça, e deixar-te k.o.!

(Sim, tens razão... é complicado quando damos segundas, e terceiras, e quartas oportunidades... mas eu não sou exactamente o melhor exemplo para falar disso... )

Brigitte disse...

Não sei o porque, mas em determinadas coisas sou igual a ti, não quero nem procuro o tal principe que todas falam...pelo menos para já..acho que há ainda tanta coisa para fazer, para descobrir e conhecer...

:)
beijos

ianita disse...

Vera: se calhar ainda dá para lavar a nódoa, não sei... talvez eu ainda tenha salvação :)

Claro que estar apaixonada faz bem. Dá adrenalina... dá borboletas... dá companhia e mimo... e tenho dias de querer muito isso... ainda ontem... mas... há coisas que eu quero mais. E já tive isto e não fui feliz. Por isso...

A capacidade de sermos felizes está em nós e não nos outros. Tens tudo para seres estupidamente feliz. Só depende de ti!

(eu dou-as... mas chega a uma altura que farta, cansa, desilude... as pessoas têm o direito de serem perdoadas, mas nós também temos o direito de não perdoar)

Kisses
(ando em pesadelos desde Domingo...)

ianita disse...

Brigitte: Acho que há muitas pessoas que procuram metades porque não se sentem inteiras. Porque não se vêem como um. Porque não se sentem. Eu quero amar e ser amada, mas não o procuro.

Kisses

Mag disse...

Spolied? Porquê?
É excelente que não tenhamos todos os mesmos objectivos/desejos na vida... seríamos todos iguais se assim fosse - viva a diversidade!

És feliz com aquilo que a Vida te trouxe? Maravilha! Isso é óptimo, já pensaste quantas pessoas não têm capacidade para absorver as coisas realmente importantes na vida e passam o tempo a queixar-se do que não têm?

Sinceramente, querida, não vejo nada nesta lista que te identifique como "estragada"... Muito pelo contrário, vejo alguém que sabe valorizar as pequenas coisas, que luta pelo seu bem estar, que sabe VER.

Uma beijoca grande

bono_poetry disse...

heheheh...olha essa tempestade faz parte de ti ...
es intensa e queres mais...lol mas e obvio que tds nos temos a nossa ponta de egoismo ,mas dai a dizeres que nao queres a cabeca a roda..so se nunca tiveste!!!lol..e bom dar e fantastico dar...e ai tu vais ser suprema pois es mesmo muito musical tens as notas que a orquestra precisa para ser feliz e bem acompanhada...tu es demais...fizeste-me rir sua destravada...isto e um elogio ok?!!

ianita disse...

Mag: estava a referir-me às reacções que tenho... às caras que me fazem... aos sobrolhos levantados... as caras de dúvida quando digo apenas e só "sou feliz".

:)

Kisses

ianita disse...

Bono: claro que quero a cabeça à roda! Claro que quero as borboletas e adrenalina a queimar-me a pele! Claro que sim. Mas... não o procuro. Entendes a diferença? E embora eu queira, não fico infeliz se não o tiver.

Bem... a orquestra é a vida. E eu encaixo. Acho que sim. Na minha singularidade, mas encaixo :)

Destravada? :)

Kisses

Rice Man disse...

Dizes tu que tens mau feitio mas que depois ficas com sentimento de culpa?... Bem, então se calhar é melhor não leres o que vou escrever a seguir...
Analisei muito bem tudo o que escreveste e cheguei à seguinte conclusão: Tu estás em perfeitas condições, o resto do mundo é que está estragado (Muito obrigado, Ianita! Já viste o que fizeste!? :D ). E embora pareça estranho, isto é verdade para toda a gente que sabe o que quer da vida. Essa é a tua maneira de ser, poderá parecer esquisita a outros assim como poderás achar esquisita a maneira de ser dessas pessoas, são tipos de felicidade diferentes mas nem por isso incompatíveis.

Mentaliza-te disto... Tu não estás estragada! Não há no mundo alguém igual a ti, és única, ou seja, és a Ianita perfeita. ;)

ianita disse...

Mr. Rice: isso de ser a Ianita perfeita tem que se lhe diga ;) talvez vá sendo perfeita nas minhas imperfeições.

Tenho que ver o selo da validade a ver se o "excelente estado de conservação" se mantém por mais uns tempos :)

(só tu!)

Kiss

Isandes disse...

Deves ter ascendente de Balança, deves...
És agradecida, tens empatia, sensibilidade e um autoconceito ajustado. Qual é problema e achar-se que se é feliz, mesmo querendo mais? Fôssemos todos como tu... bjoca!

ianita disse...

Isandes: não querendo ofender ninguém, ascendente na porcaria do Caranguejo!!!

Só não gosto que me olhem de lado como se fosse um animal estranho...

Kiss :)

Raquel disse...

Amiga.... ser feliz é saber viver com aquilo que temos, o que não implica não querer mais, e isso é que nos faz viver!
De que nos serve estar sempre a reclamar da vida que temos? Nada, a não ser não aproveitar o que a vida nos dá, e a vida é tão curta, que quando olhamos para trás, por vezes damos conta que afinal tinhamos tudo, simplesmente não soubemos foi aproveitar.
Há que viver cada momento como se fosse o último e recordar o passado, tenha ele trazido mágoa ou felicidade, como algo que contribuiu para sermos o que somos :) Kiss grande

ianita disse...

Raquel: quando vivemos a vida com verdade, com responsabilidade, raramente temos arrependimentos.

Erros todos os cometemos, podemos é não nos arrepender deles :)

Estou contigo, all the way! :)

Kisses

Zabour disse...

Se tu está estragada então muitos de nós tb estão, eu por exemplo...
Relaxa, todps temos faes de desencanto, em k nos sentimos o pior dos mortais, mas fz parte do processo de evolução...

Beijinhos

ianita disse...

Zabour: eu não estou desencantada... tenho dias de desencanto, mas, felizmente, são passageiros :)

Gosto de saber que há mais como eu por aí :)

Kisses

lilipat2008 disse...

Estragada? oh...assim sendo estamos todos estragados. Sabes que nós somos fabricados com defeito e não temos garantia...não podemos ir reclamar...lololol...:)

Mas se te conforta, eu também acabaria com alguém se ele me trouxesse flores todos os dias...não posso com essas lamechices...lololol

bjitos

ianita disse...

Lilipat: eu gosto de flores. Adoro flores! Mas todos os dias... caramba! Já não podia com aquilo... era isso e dizer que sim a tudo o que eu dizia! Se eu dissesse que o Mundo era quadrado ele concordava! Ao fim de três semanas, meti-o a andar :)

Kisses
(era bom que houvesse livro de reclamações, não achas?)

IandU disse...

É por essas e por outras que é raro dar flores ;)

Li-me em algumas das tuas palavras. E é bem verdade o que dizes ;)

Beijinhos

ianita disse...

Iandu: eu gosto de flores, mas... caramba! tudo o que é demais cheira mal, certo?

Kiss :)