7 de junho de 2009

61 a 65%

Entre 61 e 65% de abstenção? Entre 61 e 65% de abstenção?

O que eu espero agora é que entre 61 e 65% das pessoas que se cruzem comigo não reclamem do estado das coisas... não mandem vir com os políticos... não se queixem... não refilem. É muito fácil reclamar. Mais difícil é perceber que o nosso futuro depende de nós. Está nas nossas mãos. Nas nossas mãos começa a liberdade... tantos que devem estar a dar voltas nos túmulos... deram a vida para que pudéssemos ser livres... pela Democracia. As pessoas só se lembram dos direitos que têm e esquecem-se que têm deveres. Esquecem-se que são também responsáveis pelo status quo.

Isto irrita-me. Muito.

Espero mesmo que entre 61 e 65% das pessoas não se venha queixar para perto de mim...

10 comentários:

Simplesmente disse...

subscrevo 100% esta opinião

PAULO LONTRO disse...

assino em baixo

izzie disse...

Somos duas...

Vera Angélico disse...

Eu também assino em baixo. Fiz a minha parte, por isso tenho legitimidade para continuar a queixar-me. Eheheheheh!!!!

Rice Man disse...

E desta vez nem tiveram aquela desculpa esfarrapada de estar bom tempo para ir para a praia! Votar é sempre importante, independentemente da situação em que vivemos... mas custa-me particularmente ver que, numa altura em que enfrentamos uma crise global, há pessoas que preferem cruzar os braços e esperar que a coisa se resolva sozinha ou que outros a resolvam por eles.

Mei disse...

Para se ser cidadão é preciso interiorizar e praticar os direitos e deveres da cidadania. Pena é que 65% da nossa população não o entenda e não entenda simultaneamente que cada vez somos mais europeus e a fulcral importância que isso tem na nossa vida de todos os dias!
Beijinhos Ianita!

Lita disse...

Concordo contigo. E com as tuas opinioes no que respeita ao direito/dever de voto,já falámos sobre isso. O que penso, também, é que com uma percentagem dessas de abstençao seria impensável nao por em causa toda a política que se pratica por aqui... a mesma que traduz esses dados,a falta de esperança das pessoas. Alguma coisa tem de mudar. Sim, deve começar por nós. Mas - definitivamente - sim!!!! - a política está podre.

Luisa Moreira disse...

ainda estou em ressaca..........

lilipat2008 disse...

Concordo plenamente contigo...ai de quem diga alguma coisa contra os políticos ou o governo e eu saiba que não foi votar...à minha frente não o faz.
As pessoas desrespeitam não só os que tanto lutaram para que pudessemos votar, como também a própria sociedade em que vivem. Porque, mais que um direito, votar é um dever cívico.

bjitos

IandU disse...

E as que se enganaram, podem? :P