20 de junho de 2009

Delas também reza a História




Brites de Almeida (Padeira de Aljubarrota)


Brites de Almeida, a Padeira de Aljubarrota, foi uma figura lendária de heroína portuguesa, cujo nome anda associado à vitória dos portugueses, contra as forças castelhanas, na batalha de Aljubarrota (1385). Com a sua pá de padeira, teria morto sete castelhanos que encontrara escondidos num forno.Diz-se também que, depois do sucedido, Brites teria reunido um grupo de mulheres e constituido uma espécie de milícia que perseguia os inimigos, matando-os sem dó nem piedade.

Uma mulher que simboliza a força de um povo. Povo onde mulheres trabalham lado a lado com os seus homens. Povo onde as mulheres lutam lado a lado com os seus homens. Se é mito? Poderá ser, isso pouco importa. Porque a verdade é que a História deste país está cheia de mulheres como ela. Mulheres de trabalho, mulheres de força, mulheres determinadas. Só porque não aparecem nos livros de História, isso não faz com que sejam menos reais. Brites de Almeida representa-as a todas.

6 comentários:

Sayuri disse...

A Brites entra nos livros de História, ou pelo menos entrava...

ianita disse...

Sayuri: Já querem fazer dela mito... à minha sobrinha fui eu quem lhe contou a história.

Nas aulas de História, falam da pérfida Leonor Teles e no amor de Pedro e Inês. Falam na D. Teresa, mas nem sequer falam na Batalha de Ourique...

No comments.

Beijinhos :)

Lita disse...

Quando andei na escola falavam dela.

ianita disse...

Lita: eu disse que dela reza a História... quem não aparece nos livros são as outras... todas as outras. Mas ela representa-as a todas. Porque "Brites" houve muitas na nossa História... ou pelo menos eu quero acreditar que sim...

Beijinhos

Rice Man disse...

Não sei a sua origem nem sei se a expressão "mulher de armas" existe noutros países (agora de repente acho que que não) mas o que é certo é que a ouvimos com alguma frequência neste país. :)

ianita disse...

Mr. Rice: mulheres de pelo na venta!! :)