2 de setembro de 2009

Voando

Gosto de voar... daquele voar feito de ter os pés no chão. Gosto do voar que não implique aviões. Gosto do voar que implica alma, coração, entranhas, sonho. Gosto de voar.

Este selo vem directamente da batom vermelho. E diz que tenho de dizer 3 sonhos. Pensei muito... é complicado enumerar sonhos... sonho de independência... sonho de amor... sonho de viver. Acho que posso dizer só um... sonho de viver.


Este outro vem da Caluda. Já por cá morava, mas... mas gostei muito do que me disseste. Gostei. Ponto.

Não cumpro regras de passagem de selos, mas deixo uma questão. O que nos merece um segundo olhar? Que coisas nos fazem querer olhar outra vez, com atenção, com detalhe, com amor? Será que o sonho de viver passa por olhar mais e melhor ou passará por fechar os olhos?

7 comentários:

Sayuri disse...

Olha, eu adoro voar! Adoro voar de avião porque significa que estou a acaminho de algum lado que, provavelmente, nao conheço; Adoro voar enquanto sonho (Freud explica e eu também o posso fazer, mas não aqui...); Adoro voar quando sonho acordada, faz parte da aquariana que sou! E adoraria voar em parapente um dia destes (aqui está a bela da deixa para alguem me fazer uma surpresa!)

Sobre o olhar ou não, é tudo uma questão de bom senso. Eu neste momento estou a fechar os olhos a determinadas vistas e estou a olhar pela segunda vez para outras vistas!

ianita disse...

Sayuri: sim, mas quais vistas? o que é que vale a pena ver outra vez?

És uma voadora nata! :)

Beijos

Sayuri disse...

Vale a pena olhares de novo com mais atenção e pormenor para o que quer que tenhas olhado e tenhas ignorado em primeira instancia :)

Andy disse...

Eu adoro voar...mas há que saber voar...acho que o que merece um segundo olhar é a Vida, a nossa própria vida...
O que escreveste fez-me lembrar um poema de Fernando Pessoa...

"Posso ter defeitos, viver ansioso
e ficar irritado algumas vezes mas
não esqueço de que minha vida é a
maior empresa do mundo, e posso
evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale
a pena viver apesar de todos os
desafios, incompreensões e períodos
de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor
da própria história. É atravessar
desertos fora de si, mas ser capaz de
encontrar um oásis no recôndito da
sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã
pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios
sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “não”.
É ter segurança para receber uma
crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir
um castelo..."

...

Mag disse...

Fechar os olhos, nunca! Quanto muito, passar ao lado daquilo que nos prende irrmediavelmente ao chão, enroladas em bola, doendo a alma... isso sim!
Sou voadora por nascença e aptidão natural, já a minha mãe me dizia que a minha cabeça morava nas nuvens... com o tempo, fui descobrindo que há vôos curtos e que acabam abruptamente e outros que nos fazem planar, com cuidado. Estes sabem a arroz doce :)
Acho que temos de olhar não "mais" mas "com mais atenção". Olhar para dentro de nós. Perceber-nos, amar-nos, e transmitir esse amor ao outro; eu não sei amar se não souber aquilo que amo, e só sei o que amo se me conhecer! (ui, isto percebe-se????)

bono_poetry disse...

Hoje a manha trouxe-me chuva e frio,aqueci perto de casa,e no meu querer refugio apercebi-me de como e bom termos um porto de abrigo,e bom olhar ,sentir que somos gente,que somos parte ,que sentimos pequenas coisas,e bom nao refrear o sentimento,a intensidade da vida...e bom podermos sermos somente,simples movimentos na conquista do ar,sim tambem ja voei muito,e e bom voar...era simples de ter uma autoestrada para as sensacoes boas que a vida nos da...beijo sonhadora!!

ianita disse...

Sayuri: se calhar não olhei porque não tinha que olhar :)

Andy: este é um dos grandes poemas do Pessoa. Dos poucos que são optimistas. EU tento viver a minha vida assim... ou seja, tento viver. Ponto. :)

Mag: eu fecho os olhos muitas vezes... para me preservar. Mas também não tenho medo de voar, no voar dos sonhos... porque do outro voar eu tenho medo :)

bono: adoro o calor e adoro praia... ainda vou tentar mais uma semana de mar e praia... mas confesso que já sinto falta do friozinho... aquele frio que dá vontade de estar agarradinho a alguém... de estar debaixo de um edredon, ou à lareira... a ver um filme... beber um chá a ferver... já apetece! :)