21 de outubro de 2009

Eureka

É engraçado como Arquimedes tinha razão.

Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo. Parece tão lógico que uma pessoa nem acredita que houve tempos em que não se soube isto.

E os sentimentos? Podem conviver? E os pensamentos? Conseguimos ocupar a cabeça com várias coisas ao mesmo tempo?

Acho que temos espaço e tempo para tudo o que queremos mesmo. Por mais que nos custe horas de sono e tempo de qualidade noutras coisas. Mas o tempo não estica. E há poucas coisas que possam ser feitas ao mesmo tempo. Posso lavar a louça enquanto ouço música. Posso jantar enquanto leio. Posso ver televisão enquanto trabalho. Posso guiar enquanto falo ao telefone. Mas... nem tudo é assim...

E por mais que tenhamos lugares cativos na nossa vida (família e amigos), vamos sempre encontrando espaço para mais pessoas, para mais lugares cativos... se os quisermos. Mas isso custa... Porque o espaço não está desocupado... e o espaço, como o tempo,não estica.

E dito isto, posso gritar Eureka, tal Arquimedes. Porque o espaço e o tempo são um só. E porque o espaço e o tempo dentro de nós não são diferentes do espaço e do tempo fora de nós... e dois corpos não ocupam o mesmo espaço ao mesmo tempo.

Isto para dizer que as borboletas no estômago ocupam o espaço da comida. E que pensar em alguém nos impede de trabalhar.

E é isto...

12 comentários:

VG disse...

É bom ter borboletas no estômago, desde que a causa seja a certa :)

ianita disse...

VG: pelo menos não tenho fome de comida :)

Vera Angélico disse...

E não é excelente essa sensação?

;)

Beijos.

Sayuri disse...

Tá bonito, tá! :D

TM disse...

Parece que alguém está a tenter convencer-se que não sente aquilo que sente....

bono_poetry disse...

eu ja vi que paris fazia bem agora era a ti ,tanto algodao doce ai pertinho da tua cabecinha,acorda ianita!!acorda!!Ai ai ai a menina,eu disse na minha bola de cristal que te ias apaixonar..lol!!acerto sempre!!hehehe,eu tambem quero!!!

Isandes disse...

hum... anda mouro na costa? k fixe! ***

ianita disse...

Vera: é :)

Sayuri: pois... tá bonito mesmo!

TM: eu tenho borboletas na barriga :)

Bono: estou bem acordada. Bem com os pés no chão. Bem ciente dos riscos. Bem calculista e manipuladora, como boa gaja que sou ;) E quanto à parte de estar apixonada, não leste o post abaixo? I'm not in love ;)

Isandes: a ver :)

bono_poetry disse...

ianita ta bem,como quiseres,mas da para dares um bocadinho de atencao ao meu pedido,escreve la qq coisa naquele louco conto de pasteis de bacalhau com troncos e cocos...que eu tenho de ir e rir...

Kiss,e arrebita que o amor da tonturas antes durante e depois!!e claro que nao estas,ta bem!!

Paulo Lontro disse...

Mais um texto genial!

E não é que estás certíssima, há momentos na vida em que sentimentos ocupam um determinado espaço e não permitem a convivência com outros, tal o domínio e a força que têm.

Pois que aproveites o momento, e que valha a pena ter essas borboletas a borboletear…

:)

ianita disse...

Bono: é que não estou mesmo! :)

Paulo: valeu já menos dois quilos :)

Lita disse...

QUE BOMMMMMMMMMMMMMMMMMMM!