31 de janeiro de 2010

A bela e o belíssimo!

Adorei.

Andei esta semana a tentar escapar às dezenas de programas sobre o filme. Pela minha experiência, quanto menos souber de um filme quando o for ver, maior é a probabilidade de gostar dele.

Adorei.

Todos os pequenos pormenores. As personagens secundárias. O Ivo!! :) O Nicolau. E outros que não vou nomear para não estragar a surpresa a quem ainda for ver.


A minha cena preferida do filme passou-se aqui, em pleno Rossio, mas sem as luzes de Natal. É quase uma das cenas mais bonitas que vi num filme. Quase. Mas muito bonito mesmo.

Para quem quiser passar um bom bocado e incentivar a Economia e o Cinema feito em Portugal, recomendo :) "A bela e o paparazzo" vale mesmo a pena. (e sim, até gostei da Soraia!).

12 comentários:

Vera Angélico disse...

Vão (re)começar as pesquisas pelo Ivo nu.

Estou assim a dar para o ansiosa para ir ver o filme.

Gosto da cara nova do blog.

Beijos.

Rachelet disse...

Já era tempo de o cinema português se despir de pretenciosismos intelectuais (ainda por cima, no meu ver, falhados) e assumir-se como aquilo que sempre foi o propósito do cinema: contar histórias.
Se pelo meio fizer rir, chorar ou pensar, melhor. Se não, que entretenha e arranque um sorriso.

ianita disse...

Vera: recomeçar? Eu nunca parei de procurar ;)

Rachelet: concordo plenamente contigo. Tenho visto bons filmes portugueses (curiosamente todos com o Ivo Canelas)... "O mistério da estrada de Sintra", "O último condenado à morte", "A arte de roubar"... e tenho gostado. Mas o Vasconcelos tem conseguido isso de que falas... os filmes popcorn. Como foi o "Call girl" e como é este "A bela e o paparazzo".

É um filme leve, mas que tem matéria de reflexão se estivermos para lá virados. Entretem e pronto. E por mim já vale os 5,80€ e a recomendação :)

Rony disse...

Eu também vou ver! Desta semana não passa :P

Rachelet disse...

Adorei o Mistério da Estrada de Sintra, talvez o meu filme português favorito - mas não vi os outros...

ianita disse...

Rony: acho que vais gostar :)

Rachelet: "A arte de roubar" é um filme nonsense... com muito sentido de humor. O Ivo está lindo maravilhoso fantástico. É todo falado em inglês.

Acho que de todos o meu preferido também é "O mistério da estrada de Sintra" (que fui ver ao cinema ali com a Rony). Se bem que "o último condenado à morte" também está muito bem feito.

Se tiver Ivo, é bom! :)

Rice Man disse...

De todas as promos de filmes portugueses que vi até hoje, a desse foi a que mais me deu vontade de ir ver. :) Só pelo trailer pareceu-me ter algumas parecenças com o Nothing Hill.

ianita disse...

Rice: tens andado distraído, porque se tem feito coisas boas e de qualidade no nosso Portugal. Vai espreitar este que acho que vais gostar.

Anita disse...

não gosto muito da soraia mas, gosto muito do marco não o devo perder :)

ianita disse...

Anita: gostei dela neste filme, porque acho que encaixa bem na personagem... O Marco está maravilhoso. O Laginha também. O Ivo é um deus. O Nicolau está fantástico... e o Markl, que faz praticamente de si-próprio, também acaba por estar bem. No todo, funciona tudo muito bem. Acho eu :)

Rui da Bica disse...

É bom ser "louco" por momentos, atirar os sapatos pelo ar e dançar descalço no meio do trânsito e isso trazer todo o amor ao corpo e à alma, abraçar, beijar e levar à paixão ... Lindo !
.

ianita disse...

Rui: eu não queria revelar :)

É uma cena simples. Muito simples e talvez por isso, tão bonita.