12 de junho de 2010

25 anos

25 anos de Portugal na União Europeia.

Houve muitos cépticos. Mas foi, sem sombra de dúvida, uma aposta ganha. Juntos somos mais fortes.

25 anos de Escola EB, 2+3 e Secundária de Maceira. Descobri hoje o grupo no Facebook. E já lá pus umas fotos :) foram 8 anos nesta escola. Tenho grandes memórias. E se, no dia 8 de Novembro (dia do aniversário) houver um jantar, eu vou :)


5 comentários:

Sayuri disse...

Sobre a União Europeia, muitos turcos não qerem a adesão. São um povo que desde sempre viveu com o que tem, e que se habituou a gastar apenas o que tem. A crise apenas os afectou no sector do turismo, pois a maior parte dos turistas pertencem a Uniao Europeia, e estão neste momento individados. É incrivel a capacidade dos turcos de fazeem nascer nas suas terras tudo aquilo de que precisam. E o melhor: todas as explorações são turcas, não há cá alemaes ou holandeses a lavrarem terras turcas!
É muito bom poder comer um tomate do mais saboroso que já comi, todo tortinho. É muito bom mesmo!
(era para fazer um post sobre o tema, mas não há como lá ir e ver com os proprios olhos)
Bom fim de semana!

ianita disse...

Sayuri: poderíamos ter ficado "orgulhosamente sós". Não ficámos e, no caso português, acho que foi o mais acertado. Desenvolvemo-nos, sem perder a nossa essência.

Tenho o privilégio de ter quintal. Com fruta e alguns legumes. De cultura biológica. E de viver numa freguesia que tem mercado semanal. Cheio de pequenos produtores. Com produtos biológicos, ao preço do supermercado. Por isso, não é algo de que sinta falta. Faz parte do meu dia-a-dia.

Assim como para os turcos. Se calhar muitos não têm acesso aos produtos biológicos, ou então têm de pagar balúrdios por eles no supermercado, como quem vive cá numa cidade.

Os meus estiveram lá na semana antes de tu ires. E eles vieram com uma ideia diferente da tua. Eles viveram fechados ao mercado externo durante muito tempo, não podiam importar absolutamente nada e sentiram necessidade de se abrirem ao exterior. E só quando o fizeram conseguiram aumentar a qualidade de vida. Nomeadamente com o desenvolvimento do turismos, até há 15 anos praticamente inexistente (só mais italianos e gregos).

Opiniões diversas há-as sempre. A verdade é que a Turquia é um país com características especiais. Algumas das quais eles não estão dispostos a abdicar para entrarem na UE. Nomeadamente, a pena de morte.

No meu entender, no caso português foi um passo de gigante em frente. Deixámos de ser os coitadinhos. E embora ainda haja uma grande diferença em qualidade de vida com o resto da Europa, a verdade é que nunca estivemos tão bem.

kisses

ianita disse...

*os meus pais estiveram lá

(lol)

Rony disse...

Uau! Também passaste pela moda do top, lol, tás super gira!

ianita disse...

Rony: quando eu era magra e tinha uma barriga lisinha, usava muitas blusas que deixavam o umbigo à mostra... velhos tempos :)