3 de outubro de 2010

Eu comigo

Fim-de-semana ermita. Refugiada na Nazaré. Vi muita televisão. Comi muitas porcarias. Andei muito pela net. Depois comecei a ter calor. Fui abrir a janela e senti a brisa marinha...

Não pensei duas vezes. Calcei as sapatilhas e fui. O facto de ser meia-noite não me impediu. Fui. Pensei que iria só até ao Porto de Abrigo e voltava... mas depois continuei. Fiz a calçada toda de uma ponta à outra... e voltei... sem medo...

Senti-me mesmo muito bem. Mais de uma hora depois, volto. Mais tv. Mais net. E ficar acordada até às 5h. Depois um dormir acidentado... daquele dormir de acordar de hora a hora. Manhã de preguiça e mais tv. Um temporal horrível lá fora. Arrumei as coisas e levei-as ao carro. Não chovia. Fui até à marginal. Andei a saltar poças de água. Molhei os pés todos. Tirei fotos. E uma molha porque entretanto começou a chover.

Foi um fim-de-semana espectacular :)

No Sábado estava assim...

À noite... não estava frio...
E eis que Domingo amanhece assim....






4 comentários:

Rui da Bica disse...

Curioso como tantas vezes somos a nossa melhor companhia !...
Nem sempre, mas sabe tão bem passear conversando connosco ! ...
.

TM disse...

Um domingo óptimo para sofá, uma mantinha e muita preguiça...

Dylan disse...

O que importa é sair da monotonia, pouco importando o estado do tempo.

ianita disse...

Rui: como quase tudo na vida... nem sempre nem nunca :)

TM: :)

Dylan: pois... eu bem quero... mas trovoada e chuva torrencial não ajuda... mas eu tento! :)