26 de abril de 2011

O rio, a ria, o mar e a cidade (ou como ianita tomou o primeiro banho do ano debaixo de uma tempestade)












































 









3 comentários:

Isandes disse...

Nice!

Rony disse...

Esse mergulho deve ter-te sabido pela vida! Que inveja...

E estás a ficar uma excelente fotógrafa :)

ianita disse...

Isandes: bota nice nisso :)

Rony: em 300 fotos, algumas haveriam de ficar boas. Eu vou lá pela persistência! lol
O mergulho soube-me pela vida, sim. Até porque trovejava e não havia mais ninguém na praia e confesso que tive algum medo. Mas é impressionante conseguir ser a única pessoa na praia da Manta Rota... é um contraste tão grande... e tu sabes que eu gosto de contrastes e assimetrias e significados ocultos :) Todos os dias são o primeiro dia do resto das nossas vidas... e ontem decidi que ia fazer qualquer coisa para assinalar esse recomeço... mais limpa... mais leve... mais eu. Ou pelo menos tentar...

Obrigada por me receberes. Obrigada à Dido pelos abraços e pelos mimos, porque estava a precisar. Obrigada por tudo.