1 de setembro de 2008

Et Lady Di?

Não percebo nada de pintura. Não é um dos meus dotes. Gosto ou não gosto, dependendo o gostar apenas e só da minha visão muito subjectiva. Não percebo de movimentos nem de técnicas e basicamente não quero saber. Não me interessa como se faz um quadro. Interessa-me olhar e gostar. Este é bonito, mas confesso que Renoir não me diz muito. Posso estar a ofender muita gente, mas acho uma arte perfeitinha demais. Não sei explicar. Parece-me muito politicamente correcto. Sou mais Chagal, por exemplo, ou Van Gogh, Matisse.




Porquê pôr aqui esta imagem para a posteridade se não gosto do Renoir? Porque esta imagem me diz muito. Lembra-me o meu filme preferido... Não consigo deixar de sorrir quando olho para este quadro e não consigo deixar de olhar para a rapariga cujo olhar está perdido, como se não pertencesse ali...

Raymond Dufayel: Depois de todos estes anos, falta-me compreender apenas uma personagem, a rapariga do copo de água. Está no centro, mas como se estivesse ausente.

Amelie Poulain: Será ela diferente dos outros?

Raymond Dufayel: E porquê?

Amelie Poulain: Não sei.


Raymond Dufayel: Talvez quando era pequena não brincava com os outros meninos da sua idade.

Amelie Poulain: Essa rapariga do copo de água parece estar distraída a pensar em alguém.

Raymond Dufayel: Referes-te a alguém do quadro?

Amelie Poulain: Não, quem sabe a pensar num rapaz com quem ela se cruzou e ficou com a impressão que se pareciam.

Raymond Dufayel: Percebo. E ela prefere imaginar uma relação com alguém ausente a manter uma com os que estão ao seu lado.

Amelie Poulain: Não sei. Quem sabe é o contrário e ela prefere apenas ajudar a vida dos que a rodeiam.


Raymond Dufayel: E ela, com os desarranjos da sua vida, quem se preocupa?

Deixo-vos o trailer do que é, para mim, um grande filme. Dos melhores de sempre. Para mim, o melhor...


Resta uma questão: Et Lady Di? Vous croyez qu'ils vont faire la même chose pour Lady Di? :)

8 comentários:

Filipe Rodrigues disse...

A rapariga que está a segurar um copo de água, é a única que não está sob a atenção de um rapaz.
Restam, no meu entender, 3 hipóteses:
- Ou o marido\amado se encontra na guerra.
- Ou é viúva (perdeu o marido\amante nas trincheiras da guerra);
- Ou é solteira, sozinha e ignorada...

Pelos olhos humedecidos e saudosos, acredito que seja a primeira hipótese...

:) tentei...

Ianita disse...

Ou é sozinha, a pensar em alguém que não está ali e que nem sabe que ela existe.

Ou simplesmente guarda um segredo...

:)

Manuela disse...

Mais uma vez em sintonia. Este filme e uma delicia para os olhos, para a alma... Tao simples e tao magnifico. Como nos as duas!!!!

Ianita disse...

Siiimmmm!!!

Eu não diria melhor! :)

Anita :) disse...

concordo plenamente!!!um dos melhores filmes de sempre!!!e, tem uma banda sonora maravilhosa igualmente!!

Ianita disse...

Sim, não esquecer a banda sonora! É simples e linda como o filme. Uma simbiose perfeita!

Lua disse...

Outro filme que adoro... Desde todo o enquadramento, desde as pausas, o arrastar lento típico, até à banda sonora!=)

Beijinho*

Dawa disse...

AMO esse filme! :)