12 de setembro de 2008

Ora...


Eu vejo estrada, caminho. Vejo horizonte. Vejo velocidade. Vejo férias...
Vejo um homem subjugado. Vejo uma mão na guitarra. Vejo garras. Vejo...
O que vêem vocês?



15 comentários:

PAULO disse...

Um Galinheiro !!!

Talvez não de galinhas ... talvez Perús.

Dawa disse...

Bem, eu não consigo ver (sentir) grande coisa, mas gosto da mistura de cores.
Passei aqui por acaso e adorei. Acho que vou encher os teus posts de comentários. eheh Posso?

Filipe Rodrigues disse...

Ora...
Eu "vejo" uma criança de braços abertos na ponta duma rocha, que também parece uma prancha de surf

"Vejo" um miúdo a subir uma rampa...

"Vejo" um casal embrulhado num cobertor...

"Vejo" uma ponte com um túnel para passar um rio(soponho)...

"Vejo" dois troncos. Um deles está junto da ponte onde se encontra o "surfista", um senhor de cara amarela (diria que está doente e como tal foi à procura dos ares do campo para ficar melhor) e dois cães encostados ao tronco (um deles parece ser malhado)...

Ok... tentei :D
Agora diz-me... quem é o artista?
*

Ianita disse...

Paulo: Um "perueiro" portanto! LOL

Dawa: Sê benvinda! Claro que podes :)

Filipe: Vês tantas coisas! :)
Mas eu gosto de arte que não nos diz o que pensar, arte que nos dá liberdade.

Este não é o meu pintor favorito, mas de vez em quando gosto de parar e olhar para os quadros dele: Kadinsky. :)

Filipe Rodrigues disse...

Kandinsky... lol... nunca chegaria lá... e mais tenho um quadro dele no blog... :D

Ianita disse...

O Kadinsky era um grande maluco e a característica dele é não ter características, por isso não é nada fácil identificá-lo...

Mas isto sou eu que digo.LOL

:)

miak disse...

Vejo o Marquês de Pombal tranformado num caracol, assistindo ao horror e à confusão, pós terramoto (estou a falar a sério - é isso que me assusta).

Ianita disse...

LOL

Mas agora que falas... também já consigo ver o Marquês, de peruca e tudo! :)

TuniKKa disse...

Vejo tons e vejo sons.
Vejo paz e vejo guerra.
Vejo o chegar e o partir.
Vejo a alma do artista.
Vejo a vanguarda da época.

Ianita disse...

É isso...

Não o diria melhor. :)

Isandes disse...

Vejo ressentimento

Paula'maria disse...

AHAHAHAH
Achei imensa piada ao comentário do Paulo :b
(Mas eu nem galinhas vejo, mas acredita minha cara Ianita que ja sonhei com elas xD )

metro e meio de beijinhos *

PAULO disse...

Pois é, de tanto olhar agora já vejo Pavões ...

Anita :) disse...

"vejo" um olhar penetrante e, angustiante como se estivesse desejoso de liberdade!!!

Bom fds;)*

Ianita disse...

Gosto da arte que nos dá liberdade de vermos o que bem entendermos.

Com estas cores, bem que podem ser pavões! :)