24 de outubro de 2008

For sale?









Este filme é como um murro no estômago, uma wake-up call. Tenho uma amiga que não gosta de filmes assim. Só gosta de filmes bonitos que acabam bem. A bem dizer, eu não gosto da história deste filme, acho que ninguém poderá gostar. Mas eu gosto de filmes reais. Não quer dizer que esta história tal como se conta se tenha passado, mas eu sei que é uma história igual a milhares de outras que se passam todos os dias. E passamos os nossos dias ignorantes, de olhos fechados às barbaridades que se passam ao nosso lado, à nossa frente, todos os dias. Gosto de filmes que me deixam desconfortável, que me dão o dito murro no estômago, que me fazem acordar para a vida real.





Um grande filme. Real. Duro. Um daqueles que não deixam ninguém indiferente. Trade - Welcome to America.

18 comentários:

@me@@@ disse...

bem até me arrepiei, é um tema pela qual tenho muito respeito e vou ver de certeza... já está em DVD?

Ianita disse...

Penso que sim! O Kevin Kline é grande, mas este filme vale sobretudo pela história. É mesmo um murro no estômago.

Kisses :)

Neni disse...

Parece-me um bom filme...sou uma cinéfila assumida.
**

Ianita disse...

Eu também sou, mas muitas vezes tenho preguiça... principalmente quando os filmes que quero mesmo ver não passam por Leiria ou, quando passam, não consigo convencer ninguém a ir comigo...

LOL :)

Kisses

u João disse...

Olá!Já estou com água na boca, também gosto deste tipo de filmes,quero ver depressa.
beijo

Ianita disse...

Vê e depois diz o que achaste. nem que venhas dizer que não presta e que não gostaste :)

Kisses

Verónica disse...

O filme é de facto brutal. Fiquei tão, tão deprimida, por uns momentos perdi toda a confiança nos homens...

Vale a pena ver.

Ianita disse...

Voltaste!!!

devia ser proibido tirares férias quando eu estou a trabalhar!!!! Tenho dito!

E sim... há homens e homens, e aqueles... pois...

Kisses

Verónica disse...

Voltei, mas já me vou embora para as aulinhas.

Pois, agora eu e em Dezembro tu :(

Bom fds. Depois ligo. BJ

Ianita disse...

Mas tu estás mais dias seguidos!!! Vou fazer birra! :(

Boas aulas! (e pra próxima vê se ligas o skype ou o msn, se faz favor!)

Até loguinho. Kisses :)

mendogas disse...

olá ianita passei por acaso e deixaste-me olha nem eu sei como
vou ter de ver o filme sem duvida
bjo e voltarei se deixares

Ianita disse...

Mendongas: deixo com certeza. Este é um espaço de livre trânsito e de livre pensamento. Só censuro faltas de respeito, de resto, todas as opiniões e todos os pontos de vista, de Norte a Sul, de Este a Oeste, de todas as cores e credos, desde que com boas intenções, todos são benvindos! :)

Vê o filme e depois diz-me o que achaste.

Kiss :)

Jorge Rita disse...

Há uns tempos atrás passou na TV um filme sobre o mesmo assunto. De facto obriga-nos a pensar. Nos dias seguintes andei na rua a olhar o ar de algumas pessoas. Às vezes por detrás de um olhar pode estar uma outra vida...de sofrimento e de prisão.
Kiss

miak disse...

Obrigado pela dica. Tb eu não me deixo ficar só pelos que "nos deixam bem dispostos". Aliás... raramente.

Ianita disse...

Jorge: Pior que isso é o que diz a Verónica... por trás de um olhar normal, de um sorriso, pode estar um molestador, um pedófilo, um abusador. Ontem li uma reportagem na Sábado que me fez tremer... foi desmantelada, em Portugal, uma rede de tráfico de raparigas romenas para prostituição. Uma das que foi resgatada tinha 14 anos... Não foi num país distante, nem foi há muito tempo... esta rede foi desmantelada em Dezembro de 2007, há menos de um ano...

Para onde temos estado a olhar?!

Ianita disse...

Miak: este filme passou despercebido nas salas de cinema portuguesas. Chegou às minhas mãos, como chegam alguns dos filmes que não passam nem perto de Leiria, pelo mercado alternativo. O que é uma pena... n teve grandes promoções, não teve spots televisivos, passou ao lado, como passam ao lado as histórias destas mulheres...

Um filme que nos deixa bem dispostos é bom. Faz bem à alma rir com vontade. Mas não devemos fechar os olhos a isto...a murros no estômago, por mais que doam... Tenho uma sobrinha com 15 anos. Que podia ser a rapariga do filme, ou a outra, mais real, que foi libertada em Lisboa no ano passado... Que arrepio!

Anita :) disse...

está nos próximos da lista!!!mas, pela tua opinião vou ver se o coloco mais acima ainda! também aprecio este tipo de filmes:))

beijinho

Ianita disse...

Que grande responsabilidade! :)

Vais ver que vai valer a pena.

Kisses :)