13 de novembro de 2008

Chocolate

(Come chocolates, pequena;

Come chocolates!

Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.

Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.

Come, pequena suja, come!

Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!

Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folha de estanho,

Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)










Excerto de Tabacaria













Há muitas coisas que se resolvem com um pedaço de chocolate. Branco, preto, de leite, com amêndoas, com avelãs... Não sou racista. Desde que seja autêntico... :)

18 comentários:

Dawa disse...

Eu AMO essa parte do poema e há bem pouco tempo falei nele a umas pessoas amigas (professoras de Português) e nenhuma delas se lembrava desse poema. Como é possível!?! É tão... profundo!

A mim o chocolate não me resolve grande coisa, não ligo muito... eheheh
Beijinho grande e que tudo se resolva em breve! :)

Ianita disse...

De facto, NÃO É POSSÍVEL! Este poema é carismático do Álvaro de Campos e é tão extenso que encontramos ali tudo. Adoro o início:

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
à parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Não somos nada neste mundo, mas isso não nos impede de ter todos os sonhos e de, com eles, mudarmos o Mundo...

Bem... elas podem nunca ter ensinado Pessoa. Não podemos saber tudo e conhecer tudo e se nunca ensinaram Pessoa não é grave. Se ensinaram, então é gravíssimo, porque este poema, com o Aniversário e a Ode Triunfal são incontornáveis no entendimento do poeta... mas eu vou acreditar que nunca ensinaram Pessoa :)

Quanto ao chocolate... de facto não resolve problemas, mas que alivia, lá isso... :)

Kisses

Verónica disse...

Delicioso e deliciosa. O chocolate e a poesia de Pessoa.

Não passo sem chocolate. Quanto a Pessoa, volta e meia releio aqueles poemas que mais gosto.

PAULO LONTRO disse...

Eu adoro este poema, claro!
Vê se descobres o que têm em comum, o poema e o Lontrices?

Ianita disse...

Verónica: Eu releio os de que gosto e de vez em quando abro um dos livros ao calhas e leio... O chocolate... pois... :) Kiss

Paulo: Já tinha reparado! :) Está no cabeçalho do teu blog! :) Sou loura, mas não sou burra, só um bocadinho distraída, às vezes... LOL

Kisses

Lita disse...

Chocolate... só a palavra já me mima!!!!
Não resolve problemas, é um facto... mas adoça muitos!
:)

IandU disse...

Eu fico pelo chocolate simples ou pelo com amêndoa ;)

O resto dispenso :P **

Ianita disse...

Lita: é uma delícia, a melhor droga jamais inventada! :)

Iandu: Pois... também não marcha tudo... não gosto de pralinés, nem de sabores a morango ou a café ou a menta... porque me parece que desvirtua o sabor do chocolate. Gosto do chocolate autêntico: negro preferencialmente. Mas gosto tb do de leite e do branco. E chocolate de leite com arroz ou com amêndoas ou com avelãs também. mas confesso que gosto muito mais do chocolate sozinho, sem misturas! :)

Kiss

u João disse...

olá!gosto muito de chocolate Ana, então da milka com caramelo, nem se fala :)
Agora um pormenor; porque é que, mesmo com o chocolate, coisa tão boa, o Pessoa deita tudo a perder!
A fotg despertou em mim a gulodice, vou comer um chocolate, és servida :)
beijo

Ianita disse...

:) Nem a falar de chocolate ele te convence?

Milka de caramelo... és tal e qual o meu cunhado e a minha sobrinha :)

Se por aí houver Milka sem nada, ou seja, só mesmo o chocolatinho de leite, sou servida sim senhor! Esse chocolate é uma delícia. Esse e o Dove e o Cadbury (que também tem de caramelo).

:) Kisses

bono_poetry disse...

lol...fizeste-me ir a rua...

Ianita disse...

Traz para mim!!!! :)

Pode ser um dos pequenitos, tipo Mars ou Lion, ou Kit Kat... ou um Twix :)

Dawa disse...

Ensinaram Pessoa, sim. Esse era o motivo de estarmos a falar nesse poema. Deram esse poema, mas como é óbvio só davam partes do poema e não se lembravam dessa, que para mim é LINDA!
Beijinho grande

Ianita disse...

OK... Isso é grave. Porque por eu ensinar só partes do "Memorial do Convento" eu tenho de o saber todo... Grave, muito grave mesmo. Mas pronto... nem sei como é que estas coisas ainda me surpreendem...

Beijinhos

Nelson Alexandre Soares disse...

"Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida" Adorei.

Acredita que nunca li este poema de Alvaro de Campos mas vo prócura-lo. É que gostei mesmo...



Quanto ao chocolate, bem, eu tenho como prática corrente comer chocolates ou (sobretudo!) gelados quando as coisas não me correm bem. Fico logo com outro humor. Talvez seja pricológico mas, e daí? Funciona é o que importa, não? E aproveito para pecar muuuuito... xD


Stay Well

Ianita disse...

Diz que o chocolate tem uma substância qualquer que faz uma coisa qualquer que nos faz bem! E não preciso saber mais nada... :)

Kisses

Anita :) disse...

e, desde que não tenha licores:_))
de resto, marcha tudo:)

Ianita disse...

Também não gosto de chocolate com licores...

Afinal até acho que sou bastante esquisita! :)

Kisses