19 de novembro de 2008

Desvio

Hoje havia uma pedra no meio do caminho.





Hoje não pude vir pelo caminho normal e, acho bom salientar, o único que conheço. Os senhores foram simpáticos o suficiente para indicarem o desvio e pronto, só isso. Indicaram o devio e o pessoal que se amanhasse.




Falta dizer que o caminho normal que hoje foi cortado era o acesso ao IC2, que tem piso bom e duas faxas no meu sentido e que é num instante que me ponho cá. O desvio era por caminhos de aldeia, acidentados, cheios de lombas que parecem muros, de passadeiras, de igrejas, escolinhas e criancinhas e cães no meio da estrada a ladrar aos carros. Uma oportunidade para conhecer novos caminhos? Pois seria se não estivesse tão preocupada em não me enganar, uma vez que nunca mais apareceu uma placa a indicar o caminho certo (?) e os condutores tinham de se guiar pelo seu sentido de orientação (ou de desorientação), e em chegar ao trabalho a horas.




Cheguei a tempo, porque consegui orientar-me e não me perder e porque a minha mania de sair de casa com muito tempo foi útil, pela primeira vez! :)

Detestei o caminho, como deu para entender pela descrição que fiz dele, detestei os senhores que não pensaram que pode haver quem não saiba qual o caminho certo a tomar depois da placa Desvio... E não pensam em quem vem para o trabalho com os minutos contados e não tem tempo para explorar caminhos novos. Mas os desvios não escolhem horas certas.
A verdade é que hoje percorri um caminho novo. Horrível, mas novo.

14 comentários:

Verónica disse...

Espero que esse desvio não se mantenha por muito tempo ;)

Ianita disse...

Também eu... também eu... embora amanhã o percorra com mais certezas.

Kisses :)

Anita :) disse...

é apenas um contratempo passageiro e, pelo que li safaste-te muito bem:))


beijinho

*Mascote* disse...

Isso acontece muitas vezes, infelizmente mas o pais em que vivemos é assim, lool! Não tem mt tempo aocnteceu-me uma coisa parecida!!

Bjinhus***

Ianita disse...

É... não me posso queixar... com mais ou menos esfarrapões, com mais ou menos tempo perdido, tenho-me safado nos desvios que se me apresentam. :)

Kisses

im disse...

Os desvios são quase sempre uma grande chatice...e devendo-se a obras na extrada podem durar imenso!

bons desvios ;)

beijos

Ianita disse...

Pois... amanhã lá irei, desta vez já à espera dele, ao encontro do meu desvio...

:)

Kisses

u João disse...

Olá!Tiveste de percorrer um desvio, que pode ser uma chatice, mas a estratégia foi boa,nesse desvio ficaste a conhecer outras coisas, que nunca conhecerias se não fosse pelo desvio.Nada acontece por acaso, se calhar um dia vais ter de precisar de alternativa e esse desvio vai ser muito útil :)
há males que vêem por bem!
beijo

Ianita disse...

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

(Carlos Drummond de Andrade)

:) Hei-de-me sempre lembrar desta pedra no meu caminho!

Lita disse...

LOL
Lembrar da pedra no caminho...
Tu e tantas outros que, provavelmente, podem não ter-se orientado tão bem...

Ianita disse...

Antes pedra no caminho que pedra no sapato, não achas? :)

Kisses

Lita disse...

Definitivamente. LOL

bono_poetry disse...

...pois quem leia os dois posts seguidos...
...e bom o desvio mesmo que o trilho seja pessimo...

Ianita disse...

Tu entendes-me :)

Kisses