3 de abril de 2009

Teremos de o matar

Ora, a Mag desafiou. A Lua também tinha desafiado. E eu tenho andado preguiçosa, mas de hoje não passa.


Página 161 do livro mais perto. Anda comigo na carteira de tão pequeno, nunca pensei que tivesse 161 páginas, mas tem. Vai até às 216. Rosa Lobato de Faria, "O prenúncio das águas". Ainda não cheguei à dita cuja, mas adorei o que li. E por isso não deixo a 5ª frase completa, ponho da 5ª frase até ao fim... que é pouquíssimo, mas revelador :) Desafio quem quiser. Peguem nos livros.


"Não podemos desvendar o segredo, romper o silêncio, quebrar a jura feita ao nosso pai moribundo.

Devemos unir-nos.
Não há outra saída.
Teremos de o matar."
Adoro a forma como isto acaba. "Teremos de o matar". Quem? Quem mata, quem vai ser morto? Que jura foi esta?

7 comentários:

Mag disse...

;)
depois quero saber os detalhes dessa morte looool
Kiss

Ianita disse...

Mag: também eu :)

Rice Man disse...

:) Fiquei com a sensação que vão preparar um plano ultra-elaborado de modo a que tudo pareça um acidente e todos tenham um álibi! Parece a premissa de um episódio do Poirot!!! :D

Ianita disse...

Homem do arroz: adoro o Poirot, sem dúvida o meu detective preferido :)

E sim, parece algo assim... Agora tenho ainda mais vontade de ler :)

lilipat2008 disse...

Uuuuhhhhh...mistéééééééério...

loooooooooool

bjs

Lita disse...

Ok, eu acabei de te fazer o mesmo desafio!!!
Estás dispensada! LOOOOL
Beijos.

Ianita disse...

Lilipat: :) depois conto!

Lita: sério?! LOL

Kisses