22 de maio de 2009

Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.

Pensar numa flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei da verdade e sou feliz.
(Alberto Caeiro)

Não se pode viver sem sentir... não se pode sentir sem viver... não se pode viver sem viver. (eu sei que já escrevi isto... mas continua a ser verdade para mim)

11 comentários:

Lita disse...

Tão lindo!
Parece que hoje nos deu às duas para a poesia!
Beijos

Verónica disse...

Hum... conheço essa foto... quem me dera estar aí agora, longe de tudo, só com a planície e a estrada à frente...

ianita disse...

Lita: :)

Verónica: como as planícies se alteram com as estações e mudam de cores, também a vida muda. Foram dois momentos muito bons. Obrigada por eles! :)

Verónica disse...

Eu é que agradeço ;)
A vida, tal como a natureza, renova-se, mas as planícies são sempre as mesmas, tal como a nossa amizade é a mesma.

ianita disse...

Verónica: :)

Joni disse...

A nossa verdadeira essência -digo eu- é o sentir,de todas as formas e feitios. a foto na pradaria tá linda.beijinho

ianita disse...

Joni: são as duas fotos de pradarias... são as duas fotos do Alentejo :)

Viver é sentir... como sentir é viver... :)

lilipat2008 disse...

:D...foi este o sorriso que brotou em mim quando li este Guardador de Rebanhos...adoro Alberto Caeiro...obrigada :D

Foste à espiga?...ontem foi o dia...:)

bjitos

ianita disse...

Lilipat: não fui à espiga... saí do trabalho às 21h... :/

Mas a espiga é quando o homem quiser, não é? :)

Kiss e obrigada!

Rice Man disse...

E podes continuar a dizer as vezes que quiseres que é sempre verdade! ;)

ianita disse...

Mr. Rice: pelo menos para mim... :)