22 de julho de 2009

De Amicitia

Que coisa é mais doce do que ter alguém com quem ouses falar de tudo como se fosse contigo próprio? [...]
A amizade encerra muitísimos bens. Para onde quer que te voltes, ela está à tua disposição, não está excluída de nenhum lugar, nunca é intempestiva, nunca molesta.[...]
E não me refiro agora à amizade vulgar e mediana, embora ela própria cause também prazer e proveito, mas falo da verdadeira e perfeita amizade. [...]
Com efeito, a amizade torna não só a prosperidade mais esplendorosa, como também, ao partilhar e comungar da adversidade, faz com que esta se torne mais leve.


Cícero, A Amizade


A verdadeira amizade é aquela que partilha tanto a felicidade como os infortúnios. É amiga a pessoa a quem nos apetece ligar mal temos uma boa notícia, ou mal algo de mal acontece. É amiga a pessoa que está presente. E não é fácil estar presente.

Fico feliz quando olho à minha volta e vejo meia dúzia de pessoas que sei que estão lá por mim. No outro dia, disseram-me "parece que não olhas para as pessoas, só para o que elas têm dentro!". Fiquei com estas palavras a martelarem-me cá dentro. Foi das coisas mais bonitas que me disseram... embora não seja exactamente assim, eu tento que seja. Ver além das máscaras. Ver o que as pessoas são. Ver a energia que emanam.

E fico feliz por saber que há algumas pessoas que fazem este mesmo exercício. Que o fazem comigo. Que vêem além das minhas máscaras e das minhas más caras. Que vêem além do que digo... além do que não digo. Pessoas que lêem nas minhas entrelinhas.

Omnia vincit Amicitia. Nisto acredito... Ad aeternum.
(e agora vou ali acabar de fazer a mala porque Sábado vou acampar. E não vale a pena dizerem-me que chove e tal, porque na minha mala só há espaço para camisolas com decote e saltos altos... e pronto calças e saias!)

16 comentários:

NI disse...

Escrevi muitos textos com o mesmo significado. Circunstâncias que ocorreram nos últimos cinco meses têm-me transformado numa pessoa profundamente céptica.

Logo eu, que colocava a amizade à frente de tudo!

ianita disse...

Ni: o dia em que eu deixar de acreditar na amizade, é o dia em que deixo de acreditar em mim.

Acredito mesmo que a amizade, a verdadeira, vence tudo.

Beijos

lilipat2008 disse...

Acampar de saltos altos? :O
Quanto ao tempo, penso que não precisas de te preocupar...pelo menos os meteorologistas dão melhorias p'ro fim de semana.

E já que falas em amizade, quando se gosta de alguém gosta-se até dos defeitos...:)

bjitos

Sayuri disse...

A lilipat2008 tirou-me as palavras...Acampar de saltos altos?? quero fotos disso! :)

ianita disse...

Lilipat: não vou mesmo acampar... vai ser uma experiência radical... depois conto! :)

Não penso que se goste dos defeitos, mas suportam-se os defeitos porque o bom é mesmo muito bom :)

ianita disse...

Sayuri: bem... eu já fui acampar e levava saltos para sair à noite... n é impossível de acontecer! :)

Mas este é um acampar sem tendas :)

Vera Angélico disse...

Pois. Há muito para dizer sobre isto. Falizmente, os últimos anos da minha vida têm servido para aquilo que chamo de "cultivar" relações. E pessoas...

Já te disse, vezes sem conta. Que é um privilégio pertencer ao teu círculo. Porque te dás, e isso sente-se. Porque deixas os outros darem. Porque não és só correcta. Não dizes só o que podemos eventualmente querer ouvir. E aceitas quando alguém te faz o mesmo. Depois. És muito genuína. Muito verdadeira. Muito transparente. Muito intensa. E provas tantas vezes que é melhor aceitar o bem que é viver.

Eu gosto mesmo muito de ser tua amiga. E sinto-me muito à vontade para isso. E sou menina para te ligar apenas algumas horas depois só para saber de ti. Porque me faz bem saber-te bem. O meu único medo é sempre não corresponder à altura. Porque acho mesmo que elevaste o conceito de amizade verdadeira para um patamar muito elevado.

(Ainda não tive oportunidade de te dizer, mas a nossa pseudo-discussão futebolística de ontem foi muito boa... apesar do teu clube não dar grande pica... lol)!!!

Verónica disse...

Espero poder mimar-te um pouco, pois bem mereces :) (independentemente das circunstâncias adversas, lol)

ianita disse...

Vera: Falizmente que sim! :)

Achas que sou demasiado exigente? Eu até acho que não... na medida em que exijo o que dou. Na medida em que não exijo contacto constante... aliás, nem exijo nada... gosto de saber que tenho com quem contar. E gosto que as minhas pessoas saibam que estou lá por elas... sempre... custe o que custar...

É esse o meu esforço. Mostrar que estou lá. E sim, digo o que penso... o que nem sempre coincide com o politicamente correcto... o que nem sempre coincide com o que se quer ouvir... mas também sei calar-me e ouvir... e respeitar... acho eu...

E quando me portar mal podes sempre puxar-me as orelhas... eu sou muito distraída e há coisas que me escapam... coisas demais talvez... e nesta mania de querer ver sempre o bom... torno-me às vezes demasiado ingénua...

Eu acredito na amizade. E todos os dias tento ser mais e fazer mais... e estar mais por ti e pelas pessoas de quem gosto.

Beijos
(o meu clube não dá luta porque é o vencedor à partida... não há como lutar contra a mística de um clube com História e com adeptos que o defendem, independentemente dos resultados... porque na competição desportiva, como na vida, nem sempre quem ganha o jogo é quem ganha de facto)

ianita disse...

Verónica: já temos cama, por isso já não vai ser acampar!! :)

As condições adversas vão dar mais histórias hilariantes para contar :)

Beijos e até depois de amanhã!!!!

Vera Angélico disse...

ianita,

Não te acho exigente. Muito pelo contrário. Porque dás sem cobrar. E és assim. Giríssima, poderosa e afins... (mais um comentário gay...)!!!!

O que te dizer sobre o futebol. Concordo. Concordo que o Benfica é um grande clube. E espero. Que o jogo de apresentação seja o reflexo do resto da época... que eles até joguem bem, futebol bonito, e que percam. De preferência com golos fora de jogo, penaltis roubados, ou golos marcados com a mão! Eu penso que naqueles 70 000 havia alguns portistas, só com o gosto de ver o Benfica a perder...

(Sim, porque ver os jogos do vitorioso Porto, muitas vezes torna-se aborrecido, tendo em conta que se sabe qual é o resultado. Honestamente, ganhar a Liga dos Campeões ao Mónaco, foi uma verdadeira seca... ehehehe)!!!!!

Beijos.

ianita disse...

Vera: elogias-me para me amaciares e depois atacas :)

Se estão tão fartos de ganhar, deixem de subornar os árbitros... pode ser que as coisas se tornem mais entusiasmantes ;)

Beijos!

LP disse...

Sabes aquela vontade de não querer ser preconceituosa mas acabar sempre por sê-lo? Olha alguém em cadeira de rodas e só conseguir ver o sofrimento, não a batalha heróica e a coragem?

Claro que também não sou assim tãooo dessa forma, mas mesmo inconscientemente todos vemos ainda muito as 'máscaras'!

Beijinhos

ianita disse...

LP: entendo-te... também me acontece às vezes... mas esforço-me para que não aconteça e a cada dia consigo ver mais...

Kisses

IandU disse...

Omnia vincit Amicitia.

E cada vez mais é isso ;)

ianita disse...

iandu: cada vez mais :)