23 de julho de 2009

Cansaço

Sinto-me cansada....

Desmotivada...

Estou farta de ir pro trabalho... estou desmotivada como acho que nunca estive...

Não estava desmotivada nos tempos em que dava aulas. Adorava dar aulas e mantinha-me motivada mesmo estando a recibos verdes e só com 10h semanais e mesmo sem ter trabalho nem ordenado nas férias dos miúdos.

Não estava desmotivada quando decidi deixar de dar aulas.

Não estava desmotivada quando decidi mudar de vida. Não estava desmotivada quando optei por ir trabalhar para o GM. Dei 200%. Sentia-me motivada, desafiada e sentia que podia ser mais e fazer mais. As coisas sempre correram bem... fui aumentada em quase 50%... ganhei mais responsabilidades... óptimo ambiente entre colegas...

Entretanto... entretanto sinto-me a estagnar... sinto-me a não dar 200%... porque quem só dá 50% recebe mais do que eu... quem só recebe 50% não tem as chatices que eu tenho... e dou por mim a relaxar... a baixar os braços... e olhar para os classificados...

E depois lembro-me da crise e que sou parva... porque tenho trabalho e porque nem recebo mal para quem está na empresa há 1 ano e começou como eu comecei. Mas... não sei explicar... estou farta de ali estar... estou cansada... estou...

Amanhã ao fim do dia começo de férias... a ver se me passa.

23 comentários:

LP disse...

Posso só perguntar o porquê de teres parado de dar aulas? Será que eventualmente um dia poderás voltar??

Beijinhos

ianita disse...

LP: faz contas comigo...

10h semanais dava qualquer coisa como 300 euros ao fim do mês. Nos meses de férias de Páscoa e Natal, recebia só metade... nos meses de Julho e Agosto não recebia nada. Zero subsídio de férias e zero subsídio de Natal...

Zero viagens... zero saídas... zero passeios... zero sapatos novos... zero revisão ao carro... zero zero zero... zero qualidade de vida.

A idade e a vida ensinaram-me que a relização profissional não é tudo.

Preferi o caminho da minha independência e alguma qualidade de vida...

Beijos
(voltar? era um sonho... mas um sonho que já concretizei, durante uns anos... e já chegou a hora de o deixar partir)

Luisa Moreira disse...

Esse cansaço e desmotivação, muita gente sente porque não nos dão valor, porque queríamos mais, porque sabemos que o merecíamos......Acredita que outros tempos virão! Há-de haver alguém que um dia repara em ti. :)))

ianita disse...

Luísa: talvez um dia...

Cris... disse...

Eu sei o que queres dizer, linda.
Eu sempre fui para o trabalho de sorriso na cara, e olha que no meu trabalho é fácil perder o sorriso, mas eu faço aquilo que mais gosto, e nunca me imaginava noutro sítio.
Mas ultimamente tenho sentido essa falta de vontade.
Parece por vezes que não se progride, que não se vai a lado nenhum...

Enfim, como tu, tenho as férias próximas.
Menos mal!

ianita disse...

Cris: eu não faço o que gosto... mas o que faço paga-me uma qualidade de vida que antes não tinha...

Férias próximas... menos mal mesmo!

PAULO LONTRO disse...

Sabes, nestas coisas de estar ou não motivado, cada um tem que fazer por si.

A Luísa Moreira não me leve a mal mas quem espera desespera, e se se pode esperar que um dia alguém repare em nós também corremos o risco de nunca ninguém o fazer.

Quem espera por fadas madrinhas arrisca-se a esperar a vida toda.

Evidentemente temos que pensar, temos que pesar o prós e contras, temos que nos enquadrar no momento económico e nas nossas próprias capacidades e habilidades, mas … temos que decidir e agir.

Parto do princípio que não aceitas a situação actual, logo tens mais duas alternativas, ou mudas a situação ou a deixas e partes para outra.

Nem sempre as pessoas que nós acompanham nas jornadas de trabalho têm consciência das nossas preocupações, às vezes nem reparam no trabalho quanto mais na pessoa, e é aí que se deve dar o passo seguinte, se possível dar a conhecer a nossa insatisfação e ver o que se pode mudar. Se esse passo for infrutífero terás que pensar seriamente noutra aventura.

Aceita, Muda ou Deixa !

Quando se está mal só se pode melhorar…

Verónica disse...

Sim, pensa que estás quase de férias :)

NI disse...

Agora imagina o que é estar numa empresa há mais de vinte anos, trabalhares 12/14 horas por dia (não contando com o trabalho que trazes para casa)e veres colegas com 5 anos de empresa, ou menos, a passar à tua frente por motivos que todos nós conhecemos mas que não passam, obviamente, pela qualidade profissional.

Se já me apeteceu mudar? Claro. Porque não mudei? Porque quando assumi ter filhos, assumi os prazeres e as responsabilidades inerentes ao desejo de ser mãe.

Rice Man disse...

É isso mesmo. Também já dei por mim muitas vezes a pensar que não vale a pena chatear-me com pequenas coisas quando a verdade é que tenho muita sorte em ter emprego numa altura destas (mas o Paulo também não deixa de ter razão... Se a situação começar a trazer mais chatices que benefícios talvez valha a pena considerar outras hipóteses).

A desmotivação é normal. Todos os empregos/trabalhos têm a sua rotina e é muito fácil deixarmo-nos afectar mais por ela em certas alturas da nossa vida... A própria rotina tem altos e baixos. Às vezes ajuda focarmo-nos noutros aspectos da nossa vida, entretermo-nos com pequenos projectos enquanto não concretizamos os grandes. ;)

As férias vão ajudar mesmo, vais ver. :)

Missanguita disse...

Dá uns mergulhos valentes. Para não pensares muito nisso...
É o melhor.

ianita disse...

Paulo: eu já vivi o meu sonho. Acabou. FIcou lá atrás. Decidi ter qualidade de vida... poder fazer coisas e ir a sítios...

Tenho dinheiro no fim do mês e tenho férias remuneradas...e isto deveria ser suficiente.

Beijinhos!
(a ver se as férias me abrem os olhos)

ianita disse...

Verónica: penso... é só no que penso!!

Ni: eu já entrei ali às 9h e saí à 1h da manhã pra voltar a estar às 9h... e a receber o ordenado mínimo!!

E a verdade é que em Fevereiro eu estava a exultar de felicidade pela quase duplicação do vencimento ao fim de apenas 10 meses. Estou a ensandecer, essa é que é essa...

ianita disse...

Rice Man: sim... a rotina... e o cansaço... o facto de não ter dormido no fim-de-semana não deve ter ajudado muito à festa... é o acumular do cansaço e agora....

Isto passa...

ianita disse...

Missanguita: mergulhos e caipirinhas de vodka preta :)

PAULO LONTRO disse...

O QUÊ...???!!!

"eu já vivi o meu sonho. Acabou. Ficou lá atrás. Decidi ter qualidade de vida... poder fazer coisas e ir a sítios... Tenho dinheiro no fim do mês e tenho férias remuneradas...e isto deveria ser suficiente."

Claro !!!!, eu é que entendi mal o post, tu estás felicíssima da vida e super motivada... estás cheia de energia e com o emprego para a vida...!

E sim, as férias vão resolver essa pequena questão sem importância que é a frustração que sentes agora.

Se os comentários servissem só para passar a mão no pêlo, eu já estaria fora disto há muito, sabes isso não sabes?
Carinho Lontro para ti.

ianita disse...

Paulo: claro que sei!

Mas também sei que nunca estive tão bem... pelo menos, racionalmente falando.

E não sou menina de me queimar duas vezes no mesmo fogo... não vou voltar ao mesmo caminho. Porque não o quero. Porque aquele não é o meu caminho...

Este também poderá não ser... mas isso eu vou ter de decidir... ver se é um cansaço passageiro ou algo mais...

a ver...

obrigada :)

Mag disse...

Sei o que sentes. Eu de modo algum faço o que gosto, e estou altamente desmotivada, todos recebem mais do que eu e não vejo que produzam mais. Sou mulher e basta.
Continuo a lutar para mudar. Continuo sempre com esperança. Porque viver assim nem viver bem é.
Beijo e força

Vera Angélico disse...

Nem me apercebi que ainda não te tinha comentado isto. A servir de exemplo, há tantas vezes que me sinto assim como tu. Eu, que também estudei anos e anos num curso que em nada se relaciona com isto que faço. Eu, que tão depressa passo de bestial a besta, e que basta ter um mês pior do que aquilo que é normal, que começam logo a falar em substituir-me. Muitas vezes vou para casa a pensar: "mas o que é que eu estou lá a fazer? Não devia andar à procura de outros desafios?".

Mas faz parte do dia-a-dia. Como em tudo, não conseguimos estar sempre em cima. Não conseguimos fazer todos os dias (todos os dias mesmo), aquilo que fazemos, com a mesma paixão...

Eu compreendo perfeitamente o facto de teres abdicado de um sonho em função da qualidade de vida. A qualidade de vida que te proporciona a concretização de muitos outros sonhos. E, suponho que acreditas, revolta-me. Revolta-me que não te seja dada a possibilidade de fazeres aquilo que sabes fazer tão bem. Porque os concursos, numa sociedade de utopia, faziam-se de vocações...

Vais ver que as férias te renovam. Até podes não parar, e ficar mais cansada fisicamente do que foste. Mas é diferente. Eu esta semana voltei como já não me lembrava de me sentir há muito tempo...

Beijos.

lilipat2008 disse...

Sei bem o que sentes...também me sinto assim. Tu sabes porquê. As férias hão-de ajudar. E se foste valorizada é porque os patrões viram que o merecias...qualquer dia voltas a subir mais um bocadinho...:)
Força e boas férias...

bjitos

ianita disse...

Mag: é complexo... muito... mas... eu acredito que tudo vai ficar bem :)

ianita disse...

Vera: é isso... acho que me entendeste. Entendentes que abdiquei de um sonho por outro. O sonho da minha independência... o sonho de viajar... o sonho de VIVER.

Claro que gostava de dar aulas... adorava! Adorava mesmo... mas... de vez em quando escrevo aqui uns textos daqueles tempos... de vez em quando encontro quem goste do Pessoa e falo muito acerca dele... ou um miúdo que quer explicações... e vou matando o bichinho!

Mas ainda tive a sorte de poder viver o meu sonho de ensinar durante 5 anos. Há quem nem isso consiga :)

E agora vivo outro sonho... ou vou construindo outro sonho. O meu sonho. O sonho de vida. O sonho de VIDA.

E se não estivesse no meu trabalho de merda não ia amanhã de férias... porque nem tinha férias e porque nem tinha dinheiro para ir. Gosto muito do que o meu trabalho me proporciona :)

ianita disse...

Lilipat: isso... há que ver o silverlining :)

As férias vão ser muito boas! :)