2 de julho de 2009

Solidão

Solidão

Aproximo-me da noite
o silêncio abre os seus panos escuros
e as coisas escorrem
por óleo frio e espesso

Esta deveria ser a hora
em que me recolheria
como um poente
no bater do teu peito
mas a solidão
entra pelos meus vidros
e nas suas enlutadas mãos
solto o meu delírio

É então que surges
com teus passos de menina
os teus sonhos arrumados
como duas tranças nas tuas costas
guiando-me por corredores infinitos
e regressando aos espelhos
onde a vida te encarou

Mas os ruídos da noite
trazem a sua esponja silenciosa
e sem luz e sem tinta
o meu sonho resigna

Longe
os homens afundam-se
com o caju que fermenta
e a onda da madrugada
demora-se de encontro
às rochas do tempo

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"


(Isto é só porque desde ontem que estou sozinha em casa e eu não gosto... eu sei que estão a pensar que sou uma medrosa e que tenho a mania que quero viver sozinha, mas tenho medo de estar em casa sozinha... tenho medo de estar nesta casa sozinha, que é diferente... uma casa grande, cheia de quartos e com um corredor enorme que faz curva, e um jardim com animaizitos que fazem barulhos estranhos e um quintal onde andam os gatos das vizinhas e que se mandam para cima dos telheiros e fazem um barulho horrível e assustador. Claro que quando viver no meu apartamento num 10º andar não vou ter medo porque os senhores ladrões não trepam tão alto nem há gatos nem pássaros a fazer barulhos estranhos na vegetação que também não existe! Mas já fui quatro vezes ver se tinha tudo fechado e tinha... agora tenho é medo que algum gatuno esteja escondido cá dentro e que daqui a pouco me apareça... ai! Bem... depois de amanhã a família Rei Pinto já me vem fazer companhia... já "só" faltam duas noites... eu consigo!)



(Uma coisa parva de que também não gosto é ter o joelho negro da queda de ontem e a mão inchada e não ter ninguém com quem falar com voz de mimo e mostrar as minhas feridas de guerra... mandei sms à minha mãe a contar que tinha caído e que tinha rebentado o joelho e ela nem me respondeu! Já me conhece bem demais e sabe que é fita, mas podia não ter desvalorizado assim a minha nódoa negra, pah!)

21 comentários:

NI disse...

ianita, confesso que nunca tive medo de estar sozinha numa casa. Aliás, acontece-me frequentemente estar só. Talvez por isso esteja habituada. Contudo, compreendo-te.

Quanto aos mimos, sei que não é a mesma coisa. Mas dou-te virtualmente centenas de mimos e cuido-te da nódoa negra.

Beijos

ianita disse...

Ni: já vivi sozinha 8 anos... e sempre estive bem sozinha. É esta casa... não te sei explicar... mas este corredor desde miúda que me assusta... e confesso que mesmo quando está alguém em casa não gosto de andar por aqui à noite... Não sei explicar... é uma sensação...

E sim, estou a precisar de mimos!!! :)
(eu sou carneiro ascendente em caranguejo, tradução,uma mau feitio carente!! LOL)

Obrigada querida!

Kisses

Chocolate disse...

Querida eu tb tenho medo ainda hoje durmo na sala com a TV ligada!!!

Miminhos muitos miminhos para os dói-dói's!!!

Cuidaste bem disso? Se não passar o inchaço tens de ir ver se está tudo bem!

Sim, sou mãe galinha com as minhas kikas e com as minhas amigas!

Bjs e as melhoras

ianita disse...

Chocolate: sim, esta noite fiquei no sofá da sala... só me mudei para o quarto a meio da noite...

Isto é mesmo só mimo... o joelho tem uma nódoa negra do tamanho de dois dedos... e a mão é que tem um inchaço, mas nada de grave...

(eu não devia dizer isto, assim é que não tenho mesmo mimos!)

Beijinhos e Obrigada!

Cris... disse...

A esta hora já deves estar a dormir, assim que passo só para deixar-te um miminho desde a distância.

Força!

Rice Man disse...

Às vezes ajuda pensar que esses barulhos também estão lá durante o dia, apenas não os ouvimos porque são abafados por outros barulhos. ;)

Mas olha... se precisares de falar com alguém, mesmo que seja a meio da noite, estou à disposição. A sério.

Quanto aos dói-dóis... É difícil dar-te mimos à distância. Pode ser que a ursa azul te ajude. ;) Vou mandar-te a minha tentativa por email.

:)***

Sayuri disse...

A nossa casa deve ser o nosso porto seguro...

Mag disse...

Percebo muito bem essa sensação, em casa dos meus pais também há um corredor assim grande... e eu não gosto de lá passar de noite! :(

Espero que depois tenhas conseguido dormir.
Caso não o consigas hoje, podes sempre ligar-me :) prometo dar uns mimos :))))

Brigitte disse...

Eu vivi dirante 23 anos num apartamento, primeiro num 1º andar, depois subi até ao 7º e em 2001 desci para uma casa plana e grande, mas acredita que não tenho medo, já lá fiquei algumas vezes sozinha e é na boa, basta esqueceres o mundo lá fora e focares apenas o teu mundo lá dentro!!!!

O que mais me faz confusão, são mesmo o pardais a cantar às 4.30 da manhã...irra!!!!

Tas melhor?

:)

Vera Angélico disse...

Opa... se precisares de alguma coisa, grita, apita, faz sinais de fumo. Hoje sou mulher para ir até ao burgo, portanto... estou perto.

Beijos.

Luisa Moreira disse...

solidão, mesmo acompanhada já tive e tenho. Medo nunca tive, ando em casa ás escuras durante a noite e sozinha. Estou habituada aos sons da minha gata, tens que arranjar um gato para te habituares aos sons dele. ;)

Verónica disse...

Amanhã já tens companhia ;)

ianita disse...

Cris: obrigada... consegui ir dormir à cama e dormir a noite toda seguida sem acordar com medo doa barulhos... já não foi mau! :)

Kisses

ianita disse...

Mr. Rice: há animais que não andam por aí durante o dia... só há noite... principalmente os animais gatunos!

Obrigada!

ianita disse...

Sayuri: aí está, na mouche... esta não é a minha casa....

Mag: ligaria, mas acho que os senhores das operadoras não me dão o teu número só porque eu quero :) Hoje já vou ter companhia, obrigada!

ianita disse...

Luísa: eu também ando por aqui às escuras... porque com a luz ligada há mais sombras esquisitas ;)

Nunca tive animal de estimação... nem saberia o que fazer com o animal! :) Talvez um dia...

Beijinhos!

ianita disse...

Brigitte: pois... eu é que sou medrosa!! :) muitoooo!!

Vera: obrigada!! Mesmo!! :) Beijo grande!

ianita disse...

Verónica: Hoje!! Acho que me enganei no post... eles chegam hoje!!! :)

lilipat2008 disse...

Quando andava a estudar ficava às vezes sozinha de fim de semana e, no início parecia-me estranho, mas depois habituei-me e não me fazia impressão nenhuma. Aqui, nesta casa, é raro ficar sozinha, mas quando estou é mesmo muito estranho. Não tenho assim meeeeedo, mas é esquisito, porque não estou habituada, lá está.

O joelho está melhorzinho? :)

bjitos

ianita disse...

lilipat: O joelho está negrooooo!!! :)

Pois... eu é esquisitice e medo também :)

Kisses

lilipat2008 disse...

Põe Picalm pomada (não queiras o spray que cheira mal)...foi o que me tirou o negro da minha perna agora aquando a minha lesão...:)

bjs