6 de julho de 2009

Sonhar



Eu tenho uma espécie de dever,
de dever de sonhar,
de sonhar sempre,
pois sendo mais do que
uma espectadora de mim mesma,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.
E assim me construo a ouro e sedas,
em salas supostas, invento palco, cenário,
para viver o meu sonho
entre luzes brandas
e músicas invisíveis.

(Fernando Pessoa)

Sonhar mais um sonho impossível
Lutar quando é fácil ceder
Vencer o inimigo invencível
Negar quando a regra é vender
Sofrer a tortura implacável
Romper a incabível prisão
Voar num limite provável
Tocar o inacessível chão
É minha lei, é minha questão
Virar este mundo, cravar este chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz
E amanhã se este chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu
Delirar e morrer de paixão

E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão




Obrigada Luísa. É mesmo isto. O saber que valeu a pena... o saber que se fez o mais... que se viveu o mais... que se foi mais... tudo isso faz com que todas as quedas valham a pena. Todos os joelhos esmurrados... todas as contrariedades... todas as lágrimas... todas as desilusões... hoje estou aqui e sei que tem valido a pena. E vai continuar a valer a pena. Porquê? Porque sim :)

11 comentários:

Luisa Moreira disse...

Obrigada? Porquê? Porque sim :)
Beijinhos*****

ianita disse...

Luísa: obrigada porque preciso de ouvir/ler/sentir palavras certas quando me sinto esmorecer...

E isto é exactamente o que sinto. "Vou saber que valeu a pena" porque me pus toda em tudo...

Beijinhos!

Vera Angélico disse...

Porque sim é sempre um excelente motivo. A mim convence-me...

Hope you're ok! Caso contrário, lá temos que fazer um pic-nic num sítio completamente gay!!!

Beijos.

ianita disse...

Vera: hoje melhor do que ontem... e certamente amanhã estarei melhor do que hoje... passo a passo chegamos lá.

Beijinhos e Obrigada!
(mais gay que um pic-nic a duas na praia? não estou a ver... eheheh)

lilipat2008 disse...

Já dizia o nosso génio: "Tudo vale a pena se a alma não é pequena."

Vais superar isso...:)

Força...:)

bjs

ianita disse...

Lilipat: era muita presunção eu dizer que a minha alma não é pequena? :)

Beijinhos e Obrigada!

Rice Man disse...

Não posso dar lições a ninguém sobre isto, muito menos a ti, mas cada vez mais me apercebo do quão verdade é que só vivemos verdadeiramente quando nos libertamos das pequenas coisas que nos apontam e nos aceitamos como somos. :)

E gozarem com pessoas que dizem os 'S's de maneira diferente é só inveja!

ianita disse...

Rice Man: acho que este comentário era ali para o post em cima... não?

Sim... inveja pura e dura até porque ninguém consegue dizer os SS sexys como eu digo! Ah pois é! :)

Rice Man disse...

Ianita... Pois era!... :blush:

RedWoman disse...

Gosto muito deste poema

ianita disse...

Rice Man: Acontece...

Red: faz muito sentido, não faz?