4 de novembro de 2009

A terra começa a tremer



Fortaleza de pedra, os muros tão levantados
Demasiados atentados, não feriram a pele
Chamam pelo meu nome, mas onde estou não oiço
Eu não peço desculpa, e agora não levam mais nada

Refrão (x3):
E apareces tu..
E a Terra começa a tremer..
És o meu ponto fraco, e se alguma coisa em mim fores..
A terra começa a tremer.
o-oooo-oo (bis)



Entendem? Por melhor que seja... por mais que seja... falta isto. Um isto pequeno, mas muito importante para mim. E não estou ainda pronta para abdicar disto. E por isso, sigo em frente... sigo o meu caminho. No regrets. Até que a minha terra comece a tremer.

7 comentários:

Sayuri disse...

:)

Lita disse...

Olá!
Não tenho comentado, mas passo por aqui.Muito. Para te ler. Porque os teus posts andam extraordinariamente belos, integros e inspiradores. Só te queria dizer isto. És espectacular!

bono_poetry disse...

ok,ok,a terra comeca a tremer..logo hoje com o terramoto nos acores?nao me digas que e la que esta o samuel?beijo e sim nao ha nada como a terra a tremer!!!

VG disse...

Desejo-te então um grande terramoto :)

Rice Man disse...

É isso mesmo! :) "Que sera, sera... What will be, will be...". :)

Paulo Lontro disse...

Andas inspirada minha linda!
Isso, aparenteente, é bom.
kiss
:)


(para o vídeo não ficar tão cortado, edita o post, vai a editar HPML e substitui só os numeros para estes:

width="425" height="344" EM CIMA
e
EM BAIXO width="425" height="344)

ianita disse...

Sayuri: :)

Lita: Obrigada. Pela energia e pela confiança... não sou nem metade disso... sou imperfeita... e croma! :) (obrigada. muito)

bono: explica lá como se eu fosse muito loura... (eu sou loura, mas pouco)... quem é o Samuel? :) E a Terra não está a tremer... por isso é que sigo caminho... em busca do tremor de Terra :)

VG: isso! :)

Rice: whenever...

Paulo: eu sou inspirada de nascença! eheheh!