30 de dezembro de 2009

2009 em revista

2009 chegou a uma 5ªfeira. O ano do boi, no calendário chinês. O Ano Internacional da Reconciliação e da Aprendizagem sobre os Direitos Humanos.

Reconciliações não houve muitas. Aprendizagens sobre os Direitos Humanos também não. Um ano marcado por Barack Obama. Com a sua tomada de posse a 20 de Janeiro. Com as medidas de combate à crise na América. Pela igualdade no acesso à Educação e à Saúde. Um ano de aproximação a Cuba e com o levantamento parcial do embargo. Um ano de permanência no Iraque e de reforço de tropas no Afeganistão. Um ano de adensamento da tensão com o Irão. O ano em que ganha o Prémio Nobel da Paz.


O ano que se queria da reconciliação começou com ataques suicidas em Gaza. Com a “guerra do gás” que impede o fornecimento à Ucrânia e ao resto da Europa. Terramoto na Costa Rica. Naufrágio na Indonésia, matando mais de 200 pessoas. Furacões em Espanha e em França. Onda de calor sem precedentes na Austrália.

Um avião consegue uma aterragem de emergência no rio Hudson, salvando-se todos os passageiros.


No ano da reconciliação, 135 pessoas morrem durante os protestos antigovernamentais que deram início à crise política em Madagáscar.

E isto foi só em Janeiro… o ano prosseguiu. Igual a si próprio. Com mais desastres e com mais milagres, como o do rio Hudson. Mais terramotos e mais escândalos.

Em Março, é assassinado o Presidente da Guiné-bissau. Um adolescente alemão acorda um dia de manhã e resolve matar 15 pessoas. O Fritzl é condenado a prisão perpétua. O Papa Bento XVI faz a primeira visita oficial a África, mercado emergente do catolicismo.

Terramoto em Itália. 290 mortos e mais de 70 mil desalojados. Mais uma polémica em torno do Presidente Berlusconi.

O ano da Gripe A, vírus H1N1. Nos primeiros meses, morrem centenas de pessoas no México. Em pouco tempo, o vírus alastra para os países limítrofes e depois para o Mundo. Um vírus que não mata tanto como se esperava, mas que assusta. Porque não ataca as pessoas que normalmente sofrem mais com o vírus da gripe normal, os idosos. Esses parecem estar quase imunes. Este novo vírus mata pessoas nos seus 20 ou 30 anos. Este novo vírus mata grávidas e crianças. E isso assusta. A 1ª pandemia do século XXI.

No ano da reconciliação, o filme “Slumdog Millionaire” ganha o Óscar de melhor filme. E, além da pobreza que o filme retrata, sabe-se que as crianças que participaram no filme vivem em barracas e não têm o que comer.

Ano da canonização de D. Nuno Álvares Pereira. Ano de mais testes nucleares na Coreia do Norte.

O Air France 447, que ligava o Rio de Janeiro a Paris, com 228 pessoas a bordo, desaparece no Atlântico. Avião cai no Irão, provocando 168 mortos. Um outro voo cai no Índico, com 153 pessoas a bordo. Uma criança sobrevive.

Mahmoud Ahmadinejad “ganha” as eleições no Irão. Há protestos. Há mortes. Há condenação por parte do Ocidente, mas ele permanece no poder e impune.


Morre Michael Jackson. Patrick Swayze.

O americano Bernard Madoff é condenado a 150 anos de prisão pela maior fraude financeira da história.

O Rio de Janeiro é escolhido para acolher os Jogos Olímpicos de 2016. Messi é o melhor jogador de futebol do Mundo e o Federer ganha, finalmente, Roland Garros. Schumacher anuncia o regresso à competição. E o Tiger Woods retira-se de circulação por uns tempos. A Selecção portuguesa de futebol consegue o apuramento para o Campeonato do Mundo da África do Sul. O Paulo Bento vai de vela e o Jesus mudou-se para a Luz.


O Tratado de Lisboa é ratificado por todos os estados membros da União Europeia e pode, finalmente, entrar em vigor.

A NASA descobre vestígios de água na superfície lunar.

No ano da reconciliação, em refendo popular, a Suíça aprovou a iniciativa popular lançada pelos conservadores de direita do Partido Popular Suíço (SVP) de proibir a construção de minaretes em mesquitas e rejeitou a proibição de exportação de armas requerida por um grupo de esquerda.

A China acaba o ano a dar que falar ao executar um britânico que estava há anos no corredor da morte. Anda por lá um portuguesito também.

Realiza-se em Copenhaga a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas e não se chega a conclusão nenhuma.

Em Portugal, 2009 é um ano animado com escutas telefónicas, eleições europeias, autárquicas e legislativas. Pressões na TVI ou talvez não. Manuela Moura Guedes afastada do dito “noticiário”. A outra Manuela diz que se deve acabar com a Democracia. Fala-se finalmente no casamento gay.

Portugal com lay-offs. Com despedimentos. Com crise económica. E com o Benfica que ainda é a única coisa que anima este país :).

O ano de ianita foi muito bom. Excelente mesmo, se o ano acabasse a 2 de Dezembro. Até esse dia correu tudo às mil maravilhas. Muitas viagens… Tavira (4 vezes)… Sevilha, Mérida, Mértola. Alvito, Cuba (Alentejo). S. Miguel (Açores). Porto. Lisboa. Mais Lisboa, com a ida ao concerto dos The Killers. A família Rei Pinto visita-me. Mais Tavira no fim de Julho. Mais Tavira em Setembro. Pic-Nic (más)caras em Leiria. Lisboa, Ericeira, Mafra. Mais Tavira. Barcelona!!! Mais Lisboa. A Gaiola das Loucas.

Ano da Sara. Termina a época júnior com títulos nacionais e records nacionais juniores. Começa a época sénior com títulos nacionais e records nacionais absolutos. :)


Ano em que as minhas decisões do passado foram postas à prova. Em Janeiro com o convite para dar aulas na Escola Superior de Educação de Leiria. Em Setembro com o convite para ir leccionar para a Guiné. Ambos os convites declinados. Ano de aumento muito bom. Ano de passar a efectiva. Ano de aumento também do colesterol e de mudança de medicação. Ano de ter os meus amigos mais perto. Mais próximos. Ano de ser mais eu. Ano de poder ser mais eu.

Dia 2 de Dezembro morre a minha avó. A pessoa que não sabia ler nem escrever, que não tinha objectivos de vida, mas que ensinou o que era viver. Ensinou-me que o que importa na vida é ela mesma, a vida. Não interessa o que planeamos. Não interessa o que queremos. Temos de aproveitar a viagem. Aproveitar o que a vida nos dá. Os instantes mágicos. E viver. Viver. Viver. Viver. E portarmo-nos mal J.

Por mais coisas boas que tenha vivido este ano, coisas que vou guardar dentro de mim para sempre, o ano fica marcado pela partida desta pessoa. Infeliz para muitos. Porque não tinha objectivos e porque uma data de coisas. Mas a pessoa mais sábia e mais feliz que conheci na vida. Uma pessoa que soube viver e que me ensinou a ser apenas eu. A Anita, como só ela me chamava. Não pode, por isso, ser um ano bom, este de 2009.

O ano termina com mau tempo no país. Com as mesmas guerras com que começou. Com as mesmas polémicas com que começou. Parece que se passaram tantas coisas… nós mudámos tanto. Eu mudei tanto. Vivi tanto. E, no fim de contas, nas coisas importantes, permanece tudo na mesma. Como se 1 ano não tivesse passado. Eu termino o ano triste e com dois herpes. A ver se consigo começar 2010 com os dois herpes, mas menos triste.

Termino este longo balanço, com o mesmo mote do ano passado. Menos confiante do que estava… mas ainda com algumas certezas. Os mesmos agradecimentos. A quem gosta de mim. A quem eu gosto. A quem me atura as birras e as lágrimas, assim como os sorrisos e as gargalhadas. Aos amigos e à família.

A todos, a vocês que me aturam todos os dias, seja a ler-me, seja mesmo a ouvir-me, a vocês que suportaram um post gigante e que persistiram sempre, comigo, a todos vós eu desejo um 2010 em grande. Um 2010 sem olhar às pequenas coisas que nos desgastam e que não valem nada. Persigam a vossa felicidade e dêem mais um passo rumo ao vosso futuro, com confiança que tudo vai melhorar. FELIZ 2010!!

Deixo-vos as palavras de Virgílio, sábias...


Omnia vincit Amor, et nos, cedamus Amori...

11 comentários:

Rony disse...

Que em 2010 superes o número de vindas a Tavira de 2009, é o meu desejo!

Feliz 2010 :)

Sayuri disse...

Gostei do resumo de 2010! Eu não o faria melhor...nem pior: não o faria... :)
Então e se for 2010 so com um herpes? é melhor que com dois, nao? :)
São fases da vida, e todos passamos por elas, mais dia menos dia... o sol está ai a despontar não tarda, vais ver!

Rui da Bica disse...

"Os mesmos agradecimentos. A quem gosta de mim. A quem eu gosto. A quem me atura as birras e as lágrimas, assim como os sorrisos e as gargalhadas. Aos amigos e à família.

A todos, a vocês que me aturam todos os dias, seja a ler-me, seja mesmo a ouvir-me, a vocês que suportaram um post gigante e que persistiram sempre, comigo, a todos vós eu desejo um 2010 em grande. Um 2010 sem olhar às pequenas coisas que nos desgastam e que não valem nada. Persigam a vossa felicidade e dêem mais um passo rumo ao vosso futuro, com confiança que tudo vai melhorar. FELIZ 2010!!"

Amiga Ianita. A Amizade, ainda que virtual, não tem que se agradecer, retribui-se. É isto que eu quero transmitir. Retribuição de todos os Votos que formulas !
A Amizade é um dos maiores "bens" do mundo! Saibamos mantê-la !
Para ti, minha Amiga, tudo de bom!
Um Beijo.
.

Luisa Moreira disse...

Ianita,
Bela retrospectiva de 2009.

Feliz 2010

Beijinhos

Luisa

Textículos disse...

Bom ano de 2010 para ti e para a tua família. Beijos, diverte-te sff...

Rice Man disse...

Eh pá, grande memória! Depois de ler isto fiquei com a sensação que 2009 me passou ao lado. Ainda bem que há gente a tirar notas. ;)

Desejo-te um 2010 cheio de oportunidades! :)***

ianita disse...

Rony: e que tu possas vir cá acima mais vezes :)

Sayuri: herpes é daquelas coisas que não se escolhem... tenho-os desde 3ªfeira e, queira ou não, vou entrar no novo ano com eles... mas há coisas piores :) beijos!

Rui: Omnia vincit Amicitia! :)

Luísa: :) Um excelente 2010!!

Textículos: will do!!

Rice: Excelente 2010!!

Rony disse...

Eu sei que estou em dívida nas idas aí acima, :( sory, a ver se este ano as coisas mudam.

ianita disse...

Rony: não era uma crítica, mas um desejo. Porque se puderes vir cá acima mais vezes é muito bom sinal... :)

Pedro Bom disse...

Grande texto!!
1º, um dos resumos do ano mais bem conseguidos que vi... pareces uma jornalista miúda!!
2º, um texto pessoal que a ti faz sentido, onde expressas o que tem sido/será a tua vida e que expões coisas pelas quais passaste!!

ianita disse...

Beijinhos Pedro :)