17 de outubro de 2010

Eu bem tento...

... ver o lado bom das coisas. Valorizar o bom. Relativizar o mau.

Mas há coisas que são demasiado más. Há momentos em que nem a mais optimista das pessoas consegue manter a serenidade.

Eu quero virar costas, mas não sei como. Quero seguir em frente e não sei como. Quero libertar-me e não sei como.

Por que é que tem de ser assim? Por que é que tem de ser tão difícil?

4 comentários:

TM disse...

Ainda que sendo um cliché... será que se fosse fácil nós lhe daríamos o devido valor?

Sofia disse...

Às vezes é mesmo assim:( Mas melhores momentos virão. Acredita.
BJ

Isandes disse...

(é preciso disciplina, mas ajuda: já pensaste na meditação? o reiki ajudou-me na fase alentejo da minha vida...)

ianita disse...

Obrigada pelas palavras...

Este é um problema crónico, para a vida. Não tem cura. Porque não é físico. Porque as pessoas não mudam. Porque ou engulo ou corto relações e, de uma maneira ou de outra, é um assunto que me vai perseguir sempre...

Tenho é de decifrar onde está o meu lugar e tentar alguma paz...

Beijinhos a todas