30 de novembro de 2009

Estou cansada.

Não fisicamente cansada, embora tenha trabalhado ontem e não tenha dormido mesmo nada bem. Psicologicamente cansada.

Triste comigo mesma. Por não estar a cumprir com as minhas metas. Metas estabelecidas no meu último aniversário. Em Março.

Desde esse dia muitas coisas mudaram. Muitas coisas aconteceram. Foram acontecendo sem grande planeamento... sem eu perder mais que dois segundos a pensar. Deixei fluir. Deixei-me viver e aproveitar a vida que me veio parar ao colo. E vivi. E vivo.

Mas custa saber que não vou cumprir o que me tinha prometido cumprir. E custa principalmente porque sei quais são as implicações disso. Viver no momento é muito bom... mas o futuro longínquo chega um dia. E depois?

Não é nenhum fim do Mundo... não me arrependo da maioria das coisas. Aliás... não me arrependo de nada. Mesmo das asneiras. Pelo menos aprendo a não as fazer outra vez. Ou queria aprender. Às vezes custa... isto de aprender. Às vezes parece que temos de dar com a cabeça na parede uma data de vezes. Mas um dia... Um dia...

Não é nenhum fim do Mundo. Fico só triste comigo. Por não conseguir cumprir uma promessa que me fiz. Por isso implicar não conseguir já algo que queria mesmo muito. Satisfazer prazeres imediatos dá nisto... dá no adiar de prazeres a médio prazo...

Tenho pena de não me poder dar a prenda que eu queria aos 30 anos. E hoje sei que, por mais que agora corra, já não chego lá. E pronto... fico irritada comigo. Because I'm the one to blame... seria mais fácil se pudesse incutir a culpa a outra pessoa... mas não posso.

Mas vá. Amanhã comemoramos a restauração da independência... amanhã comemoramos o dia em que demos o último chuto no rabo dos espanhóis. E é feriado. E é dia de ficar em casa. Enrolada num qualquer edredon. Muito chá. Muita tv. Muita net. E menos auto-comiseração.

7 comentários:

bono_poetry disse...

tu ve la se atinas pa!em marco as pessoas teem tempo para tudo...ora !!!

ianita disse...

Bono: pois têm... mas como andei que nem cigarra... quando chegar a Março morro de frio na rua :)

Isandes disse...

take it easier, babe! é bom sermos exigentes connosco, mas na te dês tanto tau-tau. Deixa fluir. As coisas tão mal 1 pouco por todo o lado; se não conseguiste, é porque era ambicioso, não? amanhã também é dia! cheer up, *

Sayuri disse...

...opá...eu até gosto dos espanhóis... :)

ianita disse...

Isandes: podia, pelo menos, ter chegado a um ponto de equilíbrio... croma!

Sayuri: eu gosto dos espanhóis barçoloneses! :)

spritof disse...

acho que disseste tudo com... "eixei-me viver e aproveitar a vida que me veio parar ao colo. E vivi. E vivo."

deixo-te esta...
http://chocolatesexoementiras.blogspot.com/2009_11_01_archive.html#6997200779527073793


jokas

Aproveita o dia... o hoje... não entendas isto como uma inconsequência quanto ao futuro... mas realmente o que mais importa é....

;)

ianita disse...

spritof: falta-me a "aurea mediocritas"... encontrar o meu ponto de equilíbrio... :)

E sim... o que conta é viver.

:)