25 de dezembro de 2009

Feliz Natal

HISTÓRIA ANTIGA
Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava, reparava, e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.
E, na verdade, assim acontecia.
Porque um dia,
O malvado,
Só por ter o poder de quem é rei
Por não ter coração,
Sem mais nem menos,
Mandou matar quantos eram pequenos
Nas cidades e aldeias da Nação.
Mas,
Por acaso ou milagre, aconteceu
Que, num burrinho pela areia fora,
Fugiu
Daquelas mãos de sangue um pequenito
Que o vivo sol da vida acarinhou;
E bastou
Esse palmo de sonho
Para encher este mundo de alegria;
Para crescer, ser Deus;
E meter no inferno o tal das tranças,
Só porque ele não gostava de crianças.

Miguel Torga
Antologia Poética
Coimbra, Ed. do Autor, 1981


O sonho. A esperança. O sentir que há algo mais. Mais do que o que temos. Mais do que o que vemos. Mais do que o que sentimos. Mais. O sonho.

Para 2010 queria ter outra vez a capacidade de acreditar. Acreditar nas pessoas. Acreditar nos sonhos. Acreditar em mim.

Quem diz 2010, diz amanhã. Não sei por que pedimos desejos para o ano que vem e não o fazemos para amanhã. Será porque o amanhã é cedo demais? Talvez. Mas eu queria acreditar já amanhã.


Natal é sinónimo de nascimento. E a cada ano celebramos um nascimento... que melhor altura que esta para nascermos de novo?

Feliz Natal a todos. E que o amanhã vos traga tudo o que mais desejam.

8 comentários:

Isandes disse...

1 beijo natalício: muaaaaaa!

MarYland disse...

Feliz Natal, Ianita!! Um restinho de 2009 excelente e um 2010 muito, muito bom!:)

Beijinhos grandes!!

Mariana

LP disse...

Hoje vi um filme em que dois adolescentes estavam apaixonados e o rapaz tinha uma doença terminal. E, mesmo no meio de tanta confusão e mentiras, ela aceitou viver o romance com ele.

Também podíamos ser assim; olhar, dizer, beijar, sentir com a intensidade de que o amanhã fosse apenas um abismo da nossa loucura!

E para quê amanhã se podemos já hoje!? Nem sempre tudo é tão linear como fazemos acreditar, mas vamos acreditar que sim!

Beijinhos!

(Gostei muito de te ter mandado a carta, o DVD dá??)

(Obrigada pelo mail!!!)

Módica disse...

25 de Dezembro pode ser o dia de muitos nascimentos, sim...
Feliz amanhã!

dina disse...

acho que não se pede "logo para amanhã" para termos tempo de nos preparar, porque as coisas boas iam aparecer tão depressa que nem iriamos acreditar :D
bom amanhã

Rice Man disse...

"Para 2010 queria ter outra vez a capacidade de acreditar.". "queria"?!?! "QUERIA"?!?! Ó minha menina!... Tu VAIS acreditar e, mais que isso, VAIS alcançar tudo a que te propões! E sabes porquê? Porque a tua força de vontade é imensa, poderosa, imparável e um exemplo para muitos. Precisas de ajuda para acreditares em ti? No problem! Olha para trás, para os que acompanham no dia-a-dia e para os que te seguem aqui e verás todos eles ACREDITAM e muito em ti. E tenho a certeza do que digo porque me incluo neles. ;) "Força nas canetas', Ianita! 2010 vai ser o teu ano!

:)***

bono_poetry disse...

aqui vai o meu desejo sem bola de cristal pra um ano maravilhoso!!beijo e sorriso menina!

ianita disse...

Isandes: beijos!

Mary: beijinho grande querida. Um 2010 cheio de coisas boas!

LP: recebi a carta no dia 24 e adorei! Já ninguém manda cartas e eu adorei ter recebido a tua :)

E tens razão... estamos tão preocupados com os objectivos de vida que nos esquecemos que a vida é hoje, aqui e agora. Esquecemo-nos de muitas coisas... basicamente esquecemo-nos de simplesmente viver. Enjoy the ride!!

Módica: bora nascer de novo? Feliz amanhã! Feliz hoje!

dina: o amanhã é cedo demais... :) Mas... bom amanhã! :)

Rice: a ver... a ver... estou cansada de fazer planos. Porque a vida, aparentemente, tem planos diferentes dos meus. E os planos da vida sobrepõem-se aos meus. Fui perdendo algumas coisas ao longo do caminho, uma delas a capacidade de acreditar. E queria ter essas certezas... mas não consigo. Vou tentar viver o aqui e agora e ir aproveitando a viagem. Kisses e obrigada!

bono: a ver... essa bola de cristal já falhou muito!! Mas se é sem bola, vou acreditar um bocadinho em ti. Tudo de bom para ti. Beijinhos