23 de abril de 2010

Dos homens...

... vá, das pessoas. Isto tanto dá aos homens como a algumas mulheres, mas a minha experiência (não vasta, mas suficiente) é com homens, portanto...

Os homens. São estranhos. Esquisitos mesmo. Indecifráveis. Quer dizer. Nós mulheres gostamos de dizer que eles são indecifráveis, mas, de facto, não são. Sabemos muito bem o que eles querem, mas queremos que eles não queiram apenas isso. E depois dizemos que eles são indecifráveis.

Ando irritada com um espécime do sexo oposto que, depois de lhe dizer insistentemente que não estou interessada, continua ainda mais insistentemente a tentar conquistar-me.

Ele é piropos. Ele é e-mails. Ele é vídeos porno!!! (mas o que é que ele acha que consegue com isto???). Ele é fazer beicinho. Ele é dizer que vamos "só beber um copo".

Quem me conhece sabe que, salvo alguns acessos de loucura, eu até sou uma pessoa sã, directa e civilizada. Dificilmente me vêem cortar relações com alguém. Sei ser cordial, mesmo com pessoas de quem não gosto muito, ou que me desiludiram. Falo. Converso. Até posso ir beber um café ou um copo ou whatever. Mas com este espécime em particular não. Nunca fomos amigos. Não há empatia. Não há conversa. Não há nada. Pelo menos de minha parte. E, sinceramente, de parte dele também. Só lhe faz confusão que eu lhe resista. Que lhe diga que não. Acha que estou a fazer jogo. Que me faço difícil, para depois ceder.

Não está habituado a mulheres emancipadas. Que podem até jogar. Podem até ser cautelosas. Mas que sabem bem o que querem e como querem. E se querem dizem que querem. E se não querem... temos pena!!

O estranho é que não é a primeira vez que isto me acontece. Isto de me quererem depois de eu já não querer. Eu sou menina de pagar para ver. De me mandar e pensar nos estragos depois. Por isso, avanço sem arrependimentos e, precisamente por isso, não volto atrás. Na onda do "a água não passa duas vezes debaixo da ponte". Vivo o que tenho a viver, no momento certo, e depois... siga!

Por isso, meu menino. Volta lá as tuas atenções para outro lado. Porque eu até nem te quero mal. Tens bom gosto e tal (cof cof). Mas eu não estou mesmo interessada. E já agora, conselho de amiga, mandar vídeos porno por e-mail não é, de todo, uma forma eficaz de conquista! MESMO!

8 comentários:

Dylan disse...

Vídeos porno?!

Rebento com esse tipo em dois tempos. Imagina o Luisão mais claro - esse sou eu!

AHAHAHAHAHAHA!

ianita disse...

Dylan: é o cúmulo, não é? Houve uma altura em que até me senti lisonjeada com tanto empenho, mas... sinceramente... isto custa-me. Não gosto desta situação. Gosto de ver as pessoas felizes e contentes e por isso é mais que hora de ele seguir o caminho dele. Já lho disse, mas... ele prefere mandar vídeos porno... LOL

A pior táctica de engate da história das tácticas de engate! lol

(o Luisão mais claro? Mas com as mesmas dentolas, certo? eheheh) Se precisar, apito ;)

Rony disse...

É o que dá seres toda boa, não te resistem!

ianita disse...

Rony: mulher boa e boa mulher :) (gaba-te cesto! cof cof).

Espero curar-me do meu dedo podre rapidamente! Se não, é como dizes, mais vale cortá-lo!! LOL

Sayuri disse...

Eu no teu lugar, concentrava-me num outro tema... :)

ianita disse...

Sayuri: ou não... ou não... :/

Isandes disse...

bem, ele diapara para todos os lados, né? sente-te lisonjeada, mulher! os homens agora são todos 1s songa-mongas, têm medo de se expressar... tem valor, o moço. (na desperta mm nadica de nada? vale a pena mandares pa mim? lol)

ianita disse...

Isandes: já despertou... e muito!! Houve ali 3 semanas de janela de oportunidade... nesse tempo, ele fez o jogo dele. Eu esperei que ele fosse diferente... não era. A janela fechou-se e eu segui com a minha vida. Agora que não o quero, ele move o Mundo para me conquistar. Too late, my dear! :)

(e não o recomendo a amiga nenhuma. Não é flor que se cheire...)

Beijos