26 de maio de 2010

Para rir

O grupo de empresas para o qual trabalho tem muitos carros.

Às vezes, alguns desses carros são apanhados em excesso de velocidade por radares. Então, a senhora polícia manda carta para a empresa e pede que identifiquemos o condutor. Na maioria das vezes, respondemos que não conseguimos identificar o condutor. Mesmo que saibamos. A pessoa paga a multa, mas fica sem o registo.

O grupo de empresas, embora multinacional, continua com administração familiar. E a Família controla tudo. Tudo mesmo. O sr. Patrão vê todas as cartas que entram na empresa. É a primeira pessoa a ver o correio. Rubrica tudo e só depois é encaminhado para ser registado e depois distribuído.

Hoje chegou uma dessas cartas para identificarmos um condutor. A pedirem para identificarmos o carro xpto que ia a 140km/h numa estrada com limite 50km/h. Sr. Patrão escreve um recado na carta (é comum fazer isso) para identificarmos o condutor porque tinha de ser autuado.

Eis que o condutor era ele. :) Eheheh! E assim de repente, mudou de ideias. :)

4 comentários:

Sayuri disse...

Que rico exemplo para os seus empregados!! :)

TM disse...

Pena foi ele ter reparado que era ele... :P

Luisa disse...

Olá minha querida

Virou-se o feitiço contra o feiticeiro. Já me ri à conta desta história.

Beijinho

ianita disse...

Sayuri: só 3 pessoas souberam ;)

TM: ele não reparou... a minha colega é que reparou e lhe disse... ;)

Luísa: o meu patrão tem cada saída :)

Beijinhos