28 de julho de 2010

Das noites

Depois de umas quantas noites sem dormir, eis que esta noite dormi muito e bem. Não quer dizer que não dormisse mais. Nem quer dizer que já não estou adoentada. Dormiria mais se me deixassem, ou se pudesse. E continuo congestionada. Ranhosa. De ouvidos entupidos.

Mas depois de uma boa noite de sono é difícil estar-se chateado com uma simples constipação. Depois de uma boa noite de sono é difícil estar-se chateado seja com o que for.

Sempre dormi muito e bem. Não me é difícil dormir 12h. Bebo água antes de dormir para me forçar a ir á casa-de-banho a meio da noite. Não me perturba acordar a meio da noite. Normalmente nem chego a acordar bem. Olho as horas e vejo que ainda falta muito para ter de me levantar e sorrio. Vou à casa-de-banho às escuras e muitas vezes de olhos fechados e volto para a cama. E durmo como se não tivesse acordado.

Tirem-me uma boa noite de sono e tiram-me o bom humor e a paciência e a condescendência e tudo e tudo e tudo.

Sou um animal muito menos feroz depois de uma boa noite de sono. Assim se está hoje. Ranhosa, mas sorridente. :)

5 comentários:

Lita disse...

Eu também gostava de dormir mais. Nem precisava de ser 12h. Bastavam-me 7. De seguida. Tenho a certeza que seria também muito mais sorridente. ;)

Dylan disse...

O sono também é muito importante para mim, para a minha sanidade mental.

coisasdacleo disse...

Eu fico muito chata quando não durmo o que tenho direito. Sou como as crianças! E como tu =)

TM disse...

Nem tudo neste mundo é mau... ;)

ianita disse...

Lita: dormir faz-nos bem... faz-nos muito bem :) por isso é que acho que as mães têm super-poderes!

Dylan: assino por baixo :)

Cleo: eheheh! :D

TM: E ainda bem :)