24 de fevereiro de 2010

Tolices

Ontem, ao sair do trabalho, dei com uma cena estranha. Os gabinetes do R/C têm todos paredes de vidro. Logo, dá para ver lá para dentro. Eu vinha embora e, num dos gabinetes, estavam dois gajos (engenheiros) muito compenetrados a olhar para um telemóvel. Depois riam. Parecia que estavam a conspirar. Entretanto viram que eu ia a passar e um deles disse qualquer coisa. Eu cheguei-me à porta para desejar boa-noite e foi então que percebi o que se passava.... ora um estava com o telemóvel e o outro com a máquina fotográfica, a mostrarem um ao outro as quinhentas mil fotos dos filhos recém-nascidos (uma nasceu há um mês e o outro há dois).

Claro que me cheguei para ver. Uma menina cheia de cabelo e um menino louríssimo (sendo que o pai é moreníssimo). E eles a babarem, a verem foto atrás de foto. E pior. A fazerem a "apresentação" dos bebés. Quando me vinha embora o engenheiro que tinha o filho macho estava com o telemóvel em cima da máquina fotográfica do que tinha a filha fêmea e dizia: "salta-lhe para cima". LOL

Há palavras?

Entretanto esta noite sonhei que estava no Metro. Entrava numa carruagem vazia e sentava-me. Depois sentia umas mãos fortes de homem na minha cabeça... agarravam-me por trás. Primeiro nos cabelos. Depois na face. E depois desceram para o pescoço. Eu fechei os olhos. E ele partiu-me o pescoço. [a psicologia explica isto, ou tenho mesmo que recorrer à psiquiatria?].

Nunca mais é fim-de-semana.

[fui à endocrinologista hoje. Ficou feliz e contente com os resultados das análises e mandou reduzir a dose da medicação. A ver se encontramos a dosagem ideal. Em Novembro volto.]

3 comentários:

Sayuri disse...

A cena do Metro é muito marada!

TM disse...

Pais babados... com atitudes de putos...
Realmente os homens nunca crescem...

ianita disse...

Sayuri: pois é... pior que isso foi ter passado o dia a ouvir o barulho... eventualmente passou...

TM: Antes a babarem pelos filhos que por fotos de gajas despidas na net.. ;)